Outeiro Seco - AQI...

Tempo Outeiro Seco
Quarta-feira, 31 de Outubro de 2012

Contributos - Sr. João Jacinto - "Padieira na casa do Anselmo Alves"

 

 

Hoje vamos falar sobre a portada, ou seja da pedra que se encontra na casa do Anselmo Alves.

 

Já muito se escreveu e se fotografou sobre ela, mas pouco ou nada se disse.

 

 

Diz-nos também "Leite de Vasconcelos", na sua revista o arqueólogo o seguinte: "A cem passos do rio Tâmega, no lugar da Ribalta, quando o Manuel Alves Fontes, procedia a plantação de uma vinha, encontrou várias colunas e outras pedras, tendo aproveitado algumas dessas colunas para uma varanda da sua casa". Ficamos na dúvida quem seria este Manuel Alves Fontes?

 

Este senhor era na altura Capitão de Cavalaria em Chaves e sua esposa Dona Mariana Coelho, e aí habitava nessa casa. Nessa casa nasceram dois gémeos de sua Filha Dona Mariana Coelho, isto em 1807, sendo a rapariga chamada Maria e o rapaz André, esta por sua vez era casada, também com o Capitão José António André, sendo este de por sua vez filho do Alferes Luís António André, e de Isabel dos Reis. Aqui podemos verificar tanto a mãe como a filha usam o Dom, o que nos leva a reflectir que seriam pessoas com determinada posição social na aldeia.

 

 

Há referência a outra filha Dona Teresa Coelho. Também verificamos que o padrinho dos gémeos é o Doutor Juiz De Fora da Vila de Chaves, André Manuel Pinto Veloso e Melo, não temos referência se este estaria casado com a Dona Teresa Coelho.

 

Mas a minha dúvida é esta, e à qual não obtive resposta. Terá este Capitão Manuel Fontes Alves a ver alguma coisa com o Anselmo Alves? Tentei rebuscar tudo, nada encontrei.

 

 

Será que esta família saiu de Outeiro Seco?

 

Será que os Alves são de outra família?

 

Vamos aguardar e ver o que o futuro nos vai trazer.

 

Uns bons Santos e até para a semana.

 

João Jacinto

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Ver comentários (8) | Adicionar aos favoritos

Legislação de Interesse

 

Apoio à Promoção de Vinhos em Mercados de Países Terceiros

Portaria 351/2012 30/10/2012

Alarga, para o ano de 2012, o prazo previsto no n.º 1 do artigo 18.º do Regulamento do Apoio à Promoção de Vinhos em Mercados de Países Terceiros, aprovado pela Portaria n.º 1384-B/2008, de 2 de dezembro, alterada pela Portaria n.º 43/2012, de 10 de fevereiro

 

Código do Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares - Código do Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Coletivas - Código do Imposto do Selo - Lei Geral Tributária

Lei 55-A/2012 1.º Suplemento 29/10/2012

Altera o Código do Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares, o Código do Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Coletivas, o Código do Imposto do Selo e a Lei Geral Tributária

 

Farmácias

Portaria 352/2012 30/10/2012

Regulamenta o procedimento de licenciamento e de atribuição de alvará a novas farmácias, bem como a transferência da localização de farmácias e o averbamento no alvará, e revoga a Portaria n.º 1430/2007, de 2 de novembro

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:01

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 30 de Outubro de 2012

Dia Nacional de Prevenção do Cancro da Mama

 

Para reflectir... 

 

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

X Concurso Nacional Pecuário - Feira dos Santos - 2012

 

 

 

 

 

 

Fonte:

http://www.acisat.pt/

Nota: Cópia ou reprodução proibidas

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:04

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 29 de Outubro de 2012

Cartaz e Programa da Feira dos Santos - 2012

 

 

 

 

Fonte:

http://www.acisat.pt/

Nota: Cópia ou reprodução proibidas

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Domingo, 28 de Outubro de 2012

Vitela - Vem aí a Feira do Gado

 

 
Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Informação sobre a não realização de diligências na semana de 29.10 a 02.11

 

Na passada Sexta-feira, em assembleia de Comarca, os Advogados de Chaves deliberaram por unanimidade uma “greve” às diligências marcadas e a marcar para a semana de 29 de Outubro a 2 de Novembro.

 

Tal “greve” destina-se a chamar a atenção da sociedade civil do Alto Tâmega e do governo para a injustiça que vai ser cometida contra as nossas gentes se o projecto-lei da reforma do sistema judiciário vier a ser aprovada.

 

Com efeito, o governo determina o encerramento dos dois tribunais que presentemente existem na nossa cidade – o tribunal de comarca e o tribunal de círculo.

 

Na reforma proposta pelo governo, as competências do tribunal de circulo passam para duas instâncias centrais sediadas, as duas, em Vila Real e o tribunal de comarca passa a ter sede em Vila Real.

 

Para Chaves determina-se a existência apenas de uma instância local para as pequenas causas e para os crimes de menor gravidade. E uma instância central de execução, de escassa relevância face à tramitação das acções executivas por Agente de Execução.

 

Ou seja, tal como já aconteceu com o Hospital (antigamente apelidado de Distrital de Chaves), o governo pretende tornar o interior ainda mais “interior” e, novamente, favorecer Vila Real prejudicando os concelhos anteriormente servidos pelo tribunal de círculo de Chaves (Chaves, Boticas, Montalegre e Valpaços).

 

Assim, a ser aprovado tal projecto-lei, os cidadãos do Alto Tâmega têm que se deslocar a Vila Real para obterem a tutela dos seus direitos nas acções mais importantes (homicídios, roubos, grandes burlas, tutela de direitos sobre coisas de valor superior a 50.000 €, contratos com valores superiores a 50.000 €, acidentes e outras acções de responsabilidade civil em que seja pedida indemnização superior a 50.000 €, etc…).

 

 
Digitalizado a partir de um postal original - Edição de Alberto Alves
Direitos de autor - Fotografia Alves - Rua Direita - Chaves

 

Isto representa um intolerável agravamento das despesas que todos passamos a suportar na administração da justiça, perda de tempo em deslocações, o risco inerente às próprias deslocações, o aumento da resistência das pessoas em colaborarem na administração da justiça como testemunhas, peritos, etc…

 

É uma solução que não tem em conta as próprias estatísticas do Ministério da Justiça que apontam para um volume de processos superior no círculo de Chaves face ao círculo de Vila Real em várias tipologias de acções.

 

E tal solução não tem na sua raiz a poupança de recursos económicos ao país, pois, os recursos humanos mantém-se os mesmos e as instalações são as mesmas, pelo que, presumo, geram as mesmas despesas.

 

Sucede apenas que os dois Juízes de círculo actualmente sediados em Chaves são transferidos para Vila Real!

 

A reforma prevê ainda novas figuras que, com toda a certeza vão ser pagas de acordo com o respectivo estatuto, como é o caso do Presidente do Tribunal, apenas com funções burocráticas e/ou administrativas…, que tem ajudas de custo para se deslocar por toda a nova mega Comarca de Vila Real (só o nome já provoca revolta), enfim… quanto a poupança de recursos está ainda por demonstrar a bondade da solução.

 

Ou seja, a meu ver, a posição que na qualidade de advogados adoptamos na passada Sexta-feira é justa e necessária para alertar as consciências adormecidas dos nossos políticos, empresários e cidadãos em geral, de modo a travarmos quem, sem justificação, pretende alterar o estatuto de cidadania que os habitantes do Alto Tâmega conquistaram a pulso.

 

Praza a Deus que todos nos ouçam e juntem a sua à nossa voz!

 

Fonte:

Nicolau Santos Silva (Advogado)

http://www.scss-advogados.com/CV_NicolauSantosSilva.aspx

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:01

Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
Sábado, 27 de Outubro de 2012

Esfera - Monumentos

 

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Legislação de Interesse

 

Abono de Família para Crianças e Jovens

Portaria 344/2012 26/10/2012

Estabelece os termos e os procedimentos da reavaliação dos escalões de rendimentos e da composição do agregado familiar, sempre que se verifique alteração daqueles elementos, de que depende a determinação dos montantes do abono de família para crianças e jovens

 

Cobrança de Taxas de Portagem

Portaria 342/2012 26/10/2012

Define o novo regime de redução das taxas de portagem a cobrar em lanços e sublanços de várias autoestradas e fixa o montante das taxas de portagem a cobrar nos mesmos lanços e sublanços

Portaria 343/2012 26/10/2012 Quarta alteração à Portaria n.º 314-B/2010, de 14 de junho, que define o modo de utilização do dispositivo eletrónico de matrícula para efeitos de cobrança eletrónica de portagens

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:01

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 26 de Outubro de 2012

Já começa a apetecer

 

 

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 25 de Outubro de 2012

Um pisco

 

 

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 24 de Outubro de 2012

Contributos - Sr. João Jacinto - "A Festa da Árvore - Março de 1914"

 

 

 

Hoje, muitas das vezes, ficamos muito admirados com a organização disto ou daquilo, porque só agora é que se faz e antigamente não se fazia. Mas em Outeiro Seco, sempre se organizaram eventos, umas vezes mais, outras menos, outros ficaram no esquecimento.

Hoje comemora-se o Dia Mundial da Floresta, antes realizava-se “A FESTA DA ÁRVORE” e Outeiro Seco era uma das poucas aldeias a realizar esta festa.

 

 

"Festa da Árvore - Março de 1914


Outeiro Secco - decorreu, brilhantemente nesta freguesia a patriótica festa da árvore.

Às 13 horas da tarde foram esperar a banda de música de Vila Verde da Raia, o regedor Sr. Luciano Chaves, e o presidente da junta Sr. Miguel Cortiço, a música dirigiu-se acompanhada de grande multidão de pessoas para a escola, que estava toda ornamentada com flores e arbustos.

Em seguida houve uma sessão solene. Presidiu a ela o Sr. Mário Soares, secretário, pela professora desta escola D. ANTONIA ADELAIDE MORAIS SOARES, pelo regedor e presidente da junta. Logo que o presidente abriu a sessão a professora em breves palavras expôs as grandes vantagens que se tiram desta tão útil e proveitosa festa da árvore.

Depois o presidente discursou acerca da utilidade da árvore fazendo ver as creanças que respeitassem a árvore, protegendo-a sempre das garras do vandalismo sendo muito ovacionado pela numerosa assistência. Alguns alunos recitaram várias poesias sendo calorosamente aplaudidos.

No final da sessão as creanças entoaram as canções "A desfolhada", "A Barquinha ligeira", e o Hino Nacional.

Depois de encerrada a sessão formou-se o cortejo encorporando-se nele a junta de paróquia, o regedor e varias pessoas que contribuíram para o brilhantismo desta festa. Fechava o cortejo a banda de música.

Dirigiu-se depois de já ter percorrido a povoação para o local da plantação das árvores onde afluíram uma enorme quantidade de pessoas para verem, a alegria das creanças. Foram cantadas de novo as mesmas canções que foram muito apreciadas e aplaudidas.

No momento da plantação o Sr. Mário Soares fez uma prelação sobre a história da árvore. Logo que terminou esta cerimónia tornou-se a formar outra vez o cortejo, dirigindo-se para a casa da professora onde foi distribuído um abundante lanche as creanças e junta de paróquia, composto de fruta queijo doces e vinho.

Todas as despesas com esta festa foram feitas as expensas da professora D. ANTONIA ADELAIDE DE MORAIS SOARES. Todos os habitantes desta freguesia ficam bem impressionados com esta festa."


Aqui deixo esta pergunta. Onde era a casa que funcionava como escola?

 

 

Nota: Texto proveniente das pesquisas do Sr. João Jacinto e remetido pelo próprio.

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos

Legislação de Interesse

 

Minimização dos Prejuízos Provocados pelos Incêndios

Portaria 335/2012 23/10/2012

Define e regulamenta os termos e as condições da atribuição dos apoios sociais previstos no n.º 5 da Resolução do Conselho de Ministros n.º 88/2012, de 18 de outubro

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:01

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 23 de Outubro de 2012

O galo pedrês do Sr. Augusto Escaleira

 

 

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Boletim Estatístico - Outubro de 2012 - Banco de Portugal

 

Para quem interesse foi publicado, pelo Banco de Portugal, o Boletim Estatístico e respectivos Suplementos, relativos ao mês de Outubro de 2012. Para aceder aos mesmos, podem recorrer as seguintes ligações:

 

Boletim Estatístico - Outubro de 2012:

http://www.bportugal.pt/pt-PT/Estatisticas/PublicacoesEstatisticas/BolEstatistico/Paginas/BoletimEstatistico.aspx

 

Suplementos ao Boletim Estatístico:

http://www.bportugal.pt/pt-PT/Estatisticas/PublicacoesEstatisticas/Paginas/SuplementosaoBoletimEstatistico.aspx

 

Fonte:

http://www.bportugal.pt/pt-PT/Paginas/inicio.aspx

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:01

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 22 de Outubro de 2012

Cogumelos

 

 

 

 

 

 

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Domingo, 21 de Outubro de 2012

Gotas de chuva

 

 

 

 

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sábado, 20 de Outubro de 2012

Gato

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 19 de Outubro de 2012

Auto-retratos

 

 

 

 

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Legislação de Interesse

 

Minimização dos Prejuízos Provocados pelos Incêndios

Resolução do Conselho de Ministros 88/2012 18/10/2012

Aprova procedimentos e medidas expeditos destinados a minimizar as consequências de incêndios de grande dimensão e gravidade

 

Transparência da Informação Prestada pelas Instituições de Crédito

Decreto-Lei 226/2012 18/10/2012

Procede à extensão do âmbito de aplicação do Decreto-Lei n.º 51/2007, de 7 de março, aos demais contratos de crédito garantidos por hipoteca, ou por outro direito sobre imóvel, e celebrados com clientes bancários particulares

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:01

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Humberto Ferreira . Berto Alferes

Pesquisar neste blog

 

Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
25
26
27
28
29
30

Posts recentes

Outeiro Seco - Alguém se ...

Vamos até Parafita - Mont...

Outeiro Seco - Alguém se ...

Alminhas

Visite Chaves, cidade ter...

Outeiro Seco - Alguém se ...

Fotografia - Ao acaso

Outeiro Seco - Alguém se ...

Vamos até Solveira - Mont...

Outeiro Seco - Alguém se ...

Solar dos Montalvões

Câmara Municipal de Chave...

Imagens - Nossa Senhora d...

Fotografia - Ao acaso

Fotografia - Suas cabras!

Vamos até Solveira - Mont...

Como tapar buracos ou com...

Igreja de Nossa Senhora d...

Câmara Municipal de Chave...

Imagens - Santo António

Fotografia - Ao acaso

Fotografia - Suas cabras!

Vamos até Solveira - Mont...

Natureza

Festa do Reco 2017 - Oute...

Câmara Municipal de Chave...

Cartaz da Festa de Nossa ...

Fotografia - Ao acaso

Fotografia - Suas cabras!

Vamos até Santo André - M...

Arquivos

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

tags

acisat

agricultura

aldeias

ama

ambiente

amnistia internacional chaves

ana maria borges

antigamente

aqi

auto da paixão

berto alferes

boticas

casa de cultura

chaves

cogumelos

coleccionismo

comboios

contributos

desporto

dinis ponteira

diogo rolim

direitos humanos

esgotos

exposições

família

fátima

fauna

faustino

feira do gado

feira dos santos

fernando ribeiro

festa do reco

flora

fotografia

galiza

humberto ferreira

incêndio

isaac dias

j.b.césar

joão jacinto

joão madureira

josé arantes

lamartinedias

laura freire

legislação

lixo

luís montalvão

lumbudus

máquinas fotográficas antigas

marco costa

miguel ferrador

montalegre

natureza

notícias

olhares

orçamento participativo

orçamento participativo 2015

outeiro seco

pablo serrano

património

pedro afonso

pitões das júnias

políticos

recortes

regina celia gonçalves

religião

rita gonçalves

romeiro de alcácer

santarém

são sebastião

segirei

sr. luís fernandes

sr.joãojacinto

suas cabras

tiago ferreira

tradições

tupamaro

vamos até

verin

vidago

vítor afonso

todas as tags

Favoritos

Ocasionais

Blogues Amigos




Creative Commons License

AVISO:
A cópia ou utilização das fotografias e textos aqui publicados são expressamente proibidas, independentemente do fim a que se destinam.
Berto Alferes

Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License

Lumbudus

Tradições

Património

Coleccionismo

Fauna

Flora

Aviso




Creative Commons License

AVISO:
A cópia ou utilização das fotografias e textos aqui publicados são expressamente proibidas, independentemente do fim a que se destinam.
Berto Alferes

Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Visitas:

subscrever feeds