Outeiro Seco - AQI...

Tempo Outeiro Seco
Quarta-feira, 31 de Julho de 2013

Contributos - Sr. João Jacinto - "Outeiro Seco - Crise e Emigração"

 

 

OUTEIRO SECO - CRISE E EMIGRAÇÃO

 

Hoje o tema que aqui trago é a emigração, aliado as várias crises, que a nossa região passou ao longo de séculos, e as quais Outeiro Seco não ficou imune.

 

Hoje somos brindados constantemente, pelos mais variados meios de comunicação, com a palavra “crise”, além dos contantes incentivos à emigração, levando a nossa juventude a abandonar o país, partindo para outras paragens, jovens talentos, e que tanta falta fariam por cá.

 

Mas o seu país nega-lhe aquilo que já noutros tempos negou aos seus antepassados. Vamos aqui relatar, ou talvez fazer um pouco de história, do passado talvez para melhor entender o presente. Pois foram várias as crises ao longo de vários séculos, muito em especial durante o período da Monarquia, e depois com a República, depois do 28 de Maio, e durante a ditadura e os anos 60, e aquela que ainda hoje nos dá cabo da paciência.

 

Houve Outeiro Secanos, que emigraram para os mais diversos países durante esses tempos, Brasil, Estados Unidos, Cuba, Uruguai, Argentina, e mais tarde já na década de 60 França.

 

Aquilo que me propus tratar aqui é a emigração/crise, antes da implantação da República, ou seja na época de 1800 a 1904. Alguma impressa da época dá-nos conta da situação desses tempos.

 

(1)

 

EMIGRAÇÃO

 

"As povoações deste concelho estão dando dia a dia cada vez maiores contingentes para a emigração nacional, com destino ao Brasil. Ultimamente saem, quase todos os dias dezenas de habitantes deste concelho, o que prova bem à evidência a grande crise da miséria, do insuportável mal estar, que esta região atravessa, crise devido ao mal geral de que enferma afinal todo o país, e especialmente ao desprezo a que os governos tem votado esta parte da nação. A continuar esta corrente de emigração dentro de pouco tempo nas pobres aldeias deste concelho, só ficarão velhos e inválidos.

 

E continua a imprensa local:

 

"Quase não passa um dia em que não vejamos partir com destino ao Brasil homens válidos que em terras estranhas, longe dos seus, vão procurar uma vida mais desafogada, do que a que passam na sua terra, onde a falta de trabalho os lança na mais deplorável miséria.

 

Por diversos motivos, como se sabe, a maior parte destes emigrantes pretende fazer viagem clandestina que se fazia pelas partes da vizinha Espanha, traz-nos à recordação a emigração para França nos anos 60 a salto. Era difícil na época obter um passaporte da parte do Governo civil, a única alternativa era a de emigrar clandestinamente, pois muitas das vezes não corriam bem, e lá se perdia tudo. Pois que a passagem era caríssima, além do pagamento suplementar ao intermediário. Esta emigração clandestina era um autêntico flagelo.

 

Sendo a maior parte dos emigrantes com destino ao Brasil , para as zona do Rio de Janeiro, Santos Pará e Manaus. Como nos recordamos nos anos 60, havia a repressão deste tipo de emigração e que era feita pela PIDE.

 

Também na época que aqui focamos havia a repressão por parte da Policia Especial de Emigração, que era comandada em Chaves pelo Sr. António Joaquim de Carvalho, este trabalhava em estreita colaboração com a Guarda Civil Espanhola. Apresentamos aqui uma pequena lista de pessoas pertencentes às aldeias do concelho, e que foram presas quando tentavam apanhar o vapor no porto de Vigo com destino ao Brasil.

 

Os presos são os seguintes:

 

José Bernardino Rodrigues, lavrador de 16 anos da freguesia de Redondelo.

António Veras, de 20 anos e Samuel Teixeira de 17 anos, ambos jornaleiros da freguesia da Torre do Couto.

José Garcia de 24 anos, carpinteiro da freguesia de Vilarelho.

Manuel Pires, António Martins, e José Alves Guerra, naturais de Vilela Seca.

Constantino Fernandes das Eiras.

José dos Reis de Vilarelho.

 

Pois seria uma lista interminável, além de vários outros emigrantes das mais diversas partes do país.

 

(2)

 

Como não podia deixar de ser, não podíamos deixar de lado Outeiro Seco, pois era aqui que eu queria chegar, Outeiro Seco não escapava a esta euforia. Uns partiam pela via legal e outros clandestinamente, foram vários os que em Vigo apanhavam o vapor com destino ao Brasil, os que detinham passaporte apanhavam o vapor, no Porto ou na Povoa de Varzim.

 

Como a miséria gera miséria, o sonho do Brasil atormentava todos os Outeiro Secanos, para muitos não passava de uma ilusão. Alguns morriam em pleno alto mar, outros vendiam todos os bens que possuíam, para comprar as passagens, outros hipotecavam os bens, muitos deles regressavam com as mãos a abanar, e outros por lá ficaram.

 

Vamos tratar aqui de alguns casos, famílias inteiras que partiram para o Brasil, e das quais não há vestígios em Outeiro Seco, e se desconhece a sua descendência em terras do Brasil. Pois em verdade não sabemos nada de nada.

 

(3)

 

Vamos falar desta família de Outeiro secanos:

 

António Dume Acácio, nasce em Outeiro Seco, por cá vive vários anos, com 46 anos de idade e no ano de 1879, parte com destino ao Brasil, desconhecemos os anos que por lá esteve. Mas não serão muitos, em 1881, assume as funções de Regedor de Paróquia em Outeiro Seco, sendo demitido dessas funções passado pouco tempo. Mas no ano de 1887, assume novamente as funções de Regedor, envolvido em uma polémica é demitido das funções. Em 1888, verificamos que Satiro Dume Acácio com a idade de 13 anos, parte com destino ao Brasil, devendo ser um familiar do tal António Dume Acácio. Mas a nossa maior surpresa é quando descobrimos que António Dume Acácio, no mês de Dezembro de 1888, já com a idade de 56 anos, acompanhado pela Eugénia da Silva esposa com a idade de 32 anos, e por António filho de 12 anos, Eugénio filho de 11 anos, João filho de 8 anos, Carminda filha de 5 anos, Olivério filho de 3 anos e Laura filha de 9 meses, partem com destino ao Brasil, não descobrimos a zona para onde foram assim como desconhecemos a sua descendência em terras do Brasil.

 

Várias outras famílias nessa época deixaram O. Seco, das quais desconhecemos o seu paradeiro por terras do Brasil, sendo muitos deles clandestinos. Apresento aqui mais alguns nomes de gente muito jovem, que partiu com a esperança de uma vida melhor, mas que tiveram de percorrer os caminhos da amargura:

 

Abril de 1880 - Ana Vicente Madeira - 22 anos acompanhada de Alfredo filho de 4 meses.

Dezembro de 1888 - Mais uma família Domingos Luís Madeira 39 anos

Acompanhantes: Maria das Dores Esposa 37 anos

Felicidade, filha 18 anos

Eugénia, filha 15 anos

Ermelinda, filha de 10 anos

Cacilda, filha de 4 anos

António, filho de 2 anos

Carlota, filha de 4 meses.

Janeiro de 1879 -António de Sá Tenreiro 21 anos.

Março de 1913- António Madeira de 29 anos.

 

Muitos mais aqui poderíamos colocar, ficamos por aqui à espera de um dia sabermos a verdade e assim completar toda esta pequena história.

 

João Jacinto

 

(1) - Fotografia pertencente a Armindo Chaves de Sousa (Armindo Escaleira) 

(2) - Fonte: Santos Pereira (2010)

(3) - Fonte: Diário de Notícias - 23032012

 

 

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Legislação de Interesse

 

Cuidados de Saúde - Subsistemas de Proteção Social

Decreto-Lei 105/2013 30/07/2013

Altera o Decreto-Lei n.º 118/83, de 25 de fevereiro, o Decreto-Lei n.º 158/2005, de 20 de setembro, e o Decreto-Lei n.º 167/2005, de 23 de setembro, revendo os descontos a efetuar para os subsistemas de proteção social no âmbito dos cuidados de saúde, concretamente da ADSE, da ADM e da SAD

 

Organizações Não Governamentais da Área da Deficiência

Decreto-Lei 106/2013 30/07/2013

Define o estatuto das organizações não governamentais das pessoas com deficiência, bem como os apoios a conceder pelo Estado a tais organizações

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:01

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 30 de Julho de 2013

AQI Antigamente - Fragmentos da nossa história

 

Hoje trago uma fotografia antiga, que me foi cedida pelo meu vizinho Armindo Escaleira. Representa um grupo de pessoas da nossa Aldeia na apanha das batatas. Nos tempos que correm é difícil juntar assim pessoas para qualquer trabalho. A agricultura que se pratica é essencialmente de subsistência devido a vários factores, mas principalmente porque já não há quem trabalhe e mesmo que quisessem não saberiam fazê-lo.

 

Perderam-se tradições, saberes e sobretudo o espírito comunitário e de entreajuda que existia há uns anos atrás.

 

Os meus pais sempre tiveram uma casa de lavoura onde o trabalho não nos permitia grandes distrações e muito menos termos frio. Assim, na época dos maiores trabalhos, como sendo as acarrejas (palhas e fenos), malhadas, apanha das batatas e vindimas, era frequente andarmos à torna-jeira para "pagar" as ajudas de outras famílias ou para "ganhar" jeiras para os nossos trabalhos.

 

Recordo que por muitas pessoas que fossemos, os trabalhos costumavam durar o dia todo (quando conseguíamos acabar) e a vez em que tivemos mais pessoas foi numa vindima em que juntamos 72 pessoas de sol-a-sol. Outros tempos...

 

Fica então a fotografia, com um pequeno exercício de identificação, para quem quiser colaborar, dos nossos 15 conterrâneos retratados e para o ano em que foi captada.

 

 

 

 

 

AVISO: A cópia ou utilização das fotografias e textos aqui publicados são expressamente proibidas, independentemente do fim a que se destinam.

 

Propriedade da fotografia: Armindo Chaves Sousa (Armindo Escaleira)

 

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Ver comentários (4) | Adicionar aos favoritos

Legislação de Interesse

 

Lei da Nacionalidade

Declaração de Retificação 33/2013 29/07/2013

Retifica a Lei n.º 43/2013, de 3 de julho, publicada no Diário da República, n.º 126, de 3 de julho de 2013, publicando-a como lei orgânica

Lei Orgânica 1/2013 29/07/2013

Quinta alteração à Lei n.º 37/81, de 3 de outubro (Lei da Nacionalidade)

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:01

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 29 de Julho de 2013

Achados - Objectos Antigos - Binóculos

 

 

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Domingo, 28 de Julho de 2013

Vamos até Chaves - 12ª Concentração Motard - Chaves 2013

 

 

 

Fonte:

Clube Motard de Chaves

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sábado, 27 de Julho de 2013

Contributos - Romeiro de Alcácer - “A rosa de Gabilondo”

 

“A rosa de Gabilondo“

 

 

O amor floriu no coração daqueles jovens.

 

As sombras medievais ainda ocupavam o céu das mentes de pais ibéricos já em pleno século xx.

 

Às dez da noite, a filha já prometida – noiva – tinha de estar porta – de – casa – dentro.

 

Passavam cinco minutos das dez.

 

 

O pai andaluz, em apoplexia de melindre, - Oh! Infame falta de respeito! – assomou-se à porta e “ralhou “ com mais barulho que o pai do céu.

 

Ela, banhada em lágrimas.

 

Ele, encharcado de humilhação.

 

Mas ambos aguardaram com acalentada esperança o momento de ser reconhecido e abençoado o seu direito à felicidade.

 

E foram felizes!

 

E a doença invejou-os. Atacou Maitê.

 

 

 

A dor e a angústia pelo sofrimento da sua querida combatia-a o basco com a fé e as preces à Virgem.

 

Certo dia, mandou, o basco, um ramo de rosas vermelhas ao deão da Igreja de N. Senhora de....

 

Maitê subiu ao reino dos anjos.

 

No dia da procissão das Festas em honra de Santa Marta, o andor, sempre tradicional e igualmente enfeitado, levava uma rosa vermelha.

 

 

Qual gota de sangue caída da chaga da mão de Jesus, sobressaía dos lírios que adornavam o sopé da imagem.

 

Aquela rosa tocou os olhos e o coração de todos quantos olharam o andor.

 

Alguns anos após, o deão – amigo fez entender ao “coração-saudoso” da “sua Maitê” o simbolismo, a espiritualidade, a eloquência daquela rosa que todos os anos está no andor de Santa Marta.

 

É a Rosa de Gabilondo!!!

 

Romeiro de Alcácer

 

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Legislação de Interesse

 

IRS - Bombeiros - Praticantes de Alto Rendimento Desportivo

Lei 53/2013 26/07/2013
Altera o Decreto-Lei n.º 442-A/88, de 30 de novembro, que aprova o Código do Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares, clarificando o enquadramento fiscal das compensações e subsídios, referentes à atividade voluntária, postos à disposição dos bombeiros pela Autoridade Nacional de Proteção Civil e pagos pelas respetivas entidades detentoras de corpos de bombeiros, no âmbito do dispositivo especial de combate a incêndios, bem como das bolsas atribuídas aos praticantes de alto rendimento desportivo, pelo Comité Paralímpico de Portugal, no âmbito do contrato-programa de preparação para os Jogos Surdolímpicos, e dos respetivos prémios atribuídos por classificações relevantes obtidas em provas desportivas de elevado prestígio e nível competitivo

 

Orçamento da Região Autónoma da Madeira para 2013

Decreto Regulamentar Regional 12/2013/M 26/07/2013
Primeira alteração ao Decreto Regulamentar Regional n.º 9/2013/M, de 22 de maio que aprova a execução do Orçamento da Região Autónoma da Madeira para 2013

 

Preço dos Medicamentos

Decreto-Lei 103/2013 26/07/2013
Procede à terceira alteração ao Decreto-Lei n.º 48-A/2010, de 13 de maio, que aprova o regime geral das comparticipações do Estado no preço dos medicamentos, alterando o processo de aprovação e os prazos de definição dos preços de referência

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:01

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Não é nada... Ele prometeu que não seria...

 

 

Fonte:

http://www.noticiasaominuto.com/politica/93879/governo-de-passos-%c3%a9-maior-do-que-o-de-s%c3%b3crates

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:01

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 26 de Julho de 2013

Santa Ana

 

 

 

 

 

 

 

Agradeço à Isabel e Jacinto Batista do Restaurante Santa Ana, terem-me permitido fotografar a imagem.

Restaurante Santa Ana

Bairro Santa Ana – Outeiro Seco

5400-673 Outeiro Seco

Telf.: 276 342 215

 

Publicado por Humberto Ferreira às 07:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Outros Olhares - J.B.César

 

 

 

Relembramos que quem quiser ver o extenso trabalho do J.B.César, pode visitar a sua página indicada na barra lateral ou seguir esta ligação:

http://www.jbcesar.com/

 

Para colaborar, envie os seus olhares para jhumbertoferreira@sapo.pt. Obrigado. Berto

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Legislação de Interesse

 

Inspeções de Veículos

Decreto-Lei 100/2013 25/07/2013

Procede à primeira alteração ao Decreto-Lei n.º 144/2012, de 11 de julho, que aprova o regime de inspeções técnicas de veículos a motor e seus reboques, e transpôs a Diretiva n.º 2010/48/UE, da Comissão, de 5 de julho, que adapta ao progresso técnico a Diretiva n.º 2009/40/CE, do Parlamento Europeu e do Conselho

 

Pesca Lúdica

Decreto-Lei 101/2013 25/07/2013

Procede à terceira alteração ao Decreto-Lei n.º 246/2000, de 29 de setembro, que define o quadro legal do exercício da pesca marítima dirigida a espécies animais e vegetais com fins lúdicos

 

Propriedade Industrial

Portaria 239/2013 25/07/2013

Primeira alteração à Portaria n.º 1200/2010, de 29 de novembro que estabelece as normas regulamentares, os modelos de requerimento e as taxas a que estão sujeitos os pedidos de instrução para aquisição ou reconhecimento da qualidade de agente oficial da propriedade industrial e aprova o regulamento das respetivas provas de aptidão

 

Setor do Leite e dos Produtos Lácteos

Declaração de Retificação 32/2013 25/07/2013

Retifica a Portaria n.º 196/2013, de 28 de maio, do Ministério da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território, que estabelece os termos e as condições dos elementos obrigatórios dos contratos de compra e venda de leite cru de vaca e aprova o respetivo contrato-tipo, nos termos do Decreto-Lei n.º 42/2013, de 22 de março, publicada no Diário da República, n.º 102, 1.ª série, de 28 de maio de 2013

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:01

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 25 de Julho de 2013

Pintassilgo

 

 

 

 

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos

Legislação de Interesse

 

Atividade Pecuária

Declaração de Retificação 31/2013 24/07/2013

Retifica o Decreto-Lei n.º 81/2013, de 14 de junho, do Ministério da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território, que aprova o novo regime de exercício da atividade pecuária e altera os Decretos-Leis n.º 202/2004, de 18 de agosto, e n.º 142/2006, de 27 de julho

 

Novo Regime Jurídico das Armas e suas Munições

Lei 50/2013 24/07/2013

Quinta alteração à Lei n.º 5/2006, de 23 de fevereiro, que aprova o novo regime jurídico das armas e suas munições

 

Orçamento do Estado para 2013 - Legislação Fiscal - Taxas Moderadoras

Lei 51/2013 24/07/2013

Procede à primeira alteração à Lei n.º 66-B/2012, de 31 de dezembro (Orçamento do Estado para 2013), à alteração do Código do Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares, do Código do Imposto sobre o Valor Acrescentado, do Código dos Impostos Especiais de Consumo, do Estatuto dos Benefícios Fiscais, à segunda alteração ao Decreto-Lei n.º 172/94, de 25 de junho, e à Lei n.º 28/2012, de 31 de julho, e à terceira alteração ao Decreto-Lei n.º 113/2011, de 29 de novembro

 

Produção de Eletricidade em Regime Especial

Portaria 237/2013 24/07/2013

Estabelece o regime jurídico do procedimento de comunicação prévia relativo à atividade de produção de eletricidade em regime especial, bem como as regras aplicáveis à emissão, alteração, transmissão e extinção do ato de admissão da comunicação prévia

 

Regulamento da medida "Comércio Investe"

Portaria 236/2013 24/07/2013

Aprova o Regulamento da medida "Comércio Investe"

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:01

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 24 de Julho de 2013

Pessoalmente, não acredito que façam isto... São "pessoas" honestas...

 

 

 

Fonte:

http://www.noticiasaominuto.com/politica/92924/autarquias-inventam-receitas-cobram-taxas-fantasma-e-contratam-ilegalmente

 

Publicado por Humberto Ferreira às 11:45

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

"Largatas"

 

 

 

 

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 23 de Julho de 2013

AQI Antigamente - Fragmentos da nossa história

 

Hoje ficam duas fotografias que nos recordam a antiga lixeira. Ambas devem ser também dos anos 80. A par da publicação destas fotografias, fica um exercício simples para a maioria das pessoas da nossa Aldeia e outras que por aqui passaram e passam: descobrir as diferenças entre a antiga lixeira e a actual.

 

As fotografias foram adquiridas com negativos.

 

_____________________________________________________________

 

Uma vez que ninguém descobriu as diferenças, deixo algumas aqui:

- antigamente, a lixeira estava afastada da Aldeia e toda a gente estava muito incomodada. Desde há uns anos, está no meio da Aldeia e poucos são os que se preocupam;

- antigamente, toda a gente despejava o lixo na lixeira. Desde há uns anos, a actual lixeira é coutada privada da CMChaves e dos seus acólitos;

- antigamente, estava permanentemente a arder. Desde há uns anos, temos tido a sorte de nunca ter ardido, pois não seria apenas a lixeira. É certo que neste ponto devemos agradecer à CMChaves (e respectivos defensores) as limpezas que efectua ao espaço depois de lá depositar o lixo. Segundo o Penas, são limpezas semestrais... É claro que são...

_____________________________________________________________

 

 

 

 

AVISO: A cópia ou utilização das fotografias e textos aqui publicados são expressamente proibidas, independentemente do fim a que se destinam.

 

Propriedade e detenção dos direitos de autor: Humberto Ferreira

 

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 22 de Julho de 2013

Achados - Objectos Antigos - Balança

 

 

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Domingo, 21 de Julho de 2013

Vamos até Chaves - Caldas, Ponte "Nova" e Hotel

 

 

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sábado, 20 de Julho de 2013

Janelas

 

 

 

 

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Humberto Ferreira . Berto Alferes

Pesquisar neste blog

 

Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

Parabéns, já são 10 anos ...

Imagens - Santa Ana

Fotografia - Ao acaso

Fotografia - Suas cabras!

Vamos até Antigo de Viade...

Natureza

"Pedra de Mesa"

Visite Chaves, cidade ter...

Imagens - Nossa Senhora d...

Fotografia - Ao acaso

Os "amigos" cobardes

Orçamento Participativo d...

Vamos até Parafita - Mont...

Orçamento Participativo d...

Exposições de fotografia ...

Visite Chaves, cidade ter...

Imagens - Nossa Senhora d...

Fotografia - Ao acaso

Fotografia - Suas cabras!

Outeiro Seco - Alguém se ...

Outeiro Seco - Alguém se ...

Outeiro Seco - Alguém se ...

Outeiro Seco - Alguém se ...

Outeiro Seco - Alguém se ...

Outeiro Seco - Alguém se ...

Imagens - São Miguel

Outeiro Seco - Alguém se ...

Outeiro Seco - Alguém se ...

Outeiro Seco - Alguém se ...

Visite Chaves, cidade ter...

Arquivos

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

tags

acisat

agricultura

aldeias

ama

ambiente

amnistia internacional chaves

ana maria borges

antigamente

aqi

auto da paixão

berto alferes

boticas

casa de cultura

chaves

cogumelos

coleccionismo

comboios

contributos

desporto

dinis ponteira

diogo rolim

direitos humanos

esgotos

exposições

família

fátima

fauna

faustino

feira do gado

feira dos santos

fernando ribeiro

festa do reco

flora

fotografia

galiza

humberto ferreira

incêndio

isaac dias

j.b.césar

joão jacinto

joão madureira

josé arantes

lamartinedias

laura freire

legislação

lixo

luís montalvão

lumbudus

máquinas fotográficas antigas

marco costa

miguel ferrador

montalegre

natureza

notícias

olhares

orçamento participativo

orçamento participativo 2015

outeiro seco

pablo serrano

património

pedro afonso

pitões das júnias

políticos

recortes

regina celia gonçalves

religião

rita gonçalves

romeiro de alcácer

santarém

são sebastião

segirei

sr. luís fernandes

sr.joãojacinto

suas cabras

tiago ferreira

tradições

tupamaro

vamos até

verin

vidago

vítor afonso

todas as tags

Favoritos

Ocasionais

Blogues Amigos




Creative Commons License

AVISO:
A cópia ou utilização das fotografias e textos aqui publicados são expressamente proibidas, independentemente do fim a que se destinam.
Berto Alferes

Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License

Lumbudus

Tradições

Património

Coleccionismo

Fauna

Flora

Aviso




Creative Commons License

AVISO:
A cópia ou utilização das fotografias e textos aqui publicados são expressamente proibidas, independentemente do fim a que se destinam.
Berto Alferes

Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Visitas:

subscrever feeds