Outeiro Seco - AQI...

Tempo Outeiro Seco
Sexta-feira, 31 de Janeiro de 2014

Outros Olhares - J.B.César

 

 

 

Relembramos que quem quiser ver o extenso trabalho do J.B.César, pode visitar a sua página indicada na barra lateral ou seguir esta ligação:

http://www.jbcesar.com/

 

Para colaborar, envie os seus olhares para jhumbertoferreira@sapo.pt. Obrigado. Berto

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 30 de Janeiro de 2014

Garça cinzenta

 

 

 

 

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Legislação de Interesse

 

Programa de Desenvolvimento Rural do Continente (PRODER)

Portaria 19/2014 29/01/2014

Procede à sexta alteração ao Regulamento de Aplicação da Medida n.º 2.2, «Valorização de Modos de Produção», do Subprograma n.º 2 do Programa de Desenvolvimento Rural do Continente (PRODER), aprovado pela Portaria n.º 229-B/2008, de 6 de março, e à quinta alteração ao Regulamento de Aplicação das Componentes Agroambientais e Silvo-Ambientais da Medida n.º 2.4, «Intervenções Territoriais Integradas», do Subprograma n.º 2 do PRODER, aprovado pela Portaria n.º 232-A/2008, de 11 de março

 

Serviço Nacional de Saúde - Tabelas de Preços

Portaria 20/2014 29/01/2014

Aprova as tabelas de preços a praticar pelo Serviço Nacional de Saúde, bem como o respetivo Regulamento e revoga a Portaria n.º 163/2013, de 24 de abril

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:01

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 29 de Janeiro de 2014

Contributos - Sr. João Jacinto - "As origens da família Estorga Salgado"

 

 

AS ORIGENS DA FAMÍLIA ESTORGA SALGADO

 

Hoje dedicamos este texto à família Estorga Salgado, não foi fácil levar a cabo esta tarefa, só com muito trabalho, paciência e muita dedicação, foi possível completar toda esta tarefa.

 

Vai para dois anos que iniciamos essa investigação, tivemos muitas dificuldades, mas graças às ajudas de algumas pessoas e amigos, conseguimos transpor muitos dos obstáculos que encontramos pelo caminho. Completamos a informação necessária, mas não completa.

 

A 13 de Setembro de 1859, nascia na freguesia de Santo Estevam de Faiões, uma criança do sexo masculino, a quem seria dado o nome de António, filho legítimo de Manuel Estorga, e de Ritta Mello, neto paterno de Pedro Estorga e Maria Salgado, e neto materno de Manuel André e Luísa Mello.

 

Vista superior da aldeia de Faiões

 

Em 23 de Dezembro de 1860, nascia na aldeia de Outeiro seco uma criança do sexo feminino, a quem seria dado o nome de Maria Júlia, filha legitima de António Júlio Portella (Alves), e de Maria José Silva, natural de Bustello e Residentes no Bairro do Eiró, em Outeiro Seco, sendo a segunda filha do casal, era neta paterna de Luís António Portella e Maria Barroso (?), e neta materna de Luís António Silva e Teresa de Jesus.

 

António Estorga Salgado, com a idade de 18 anos casa com Maria Júlia Portella (Alves), esta com a idade de 17 anos, casam em 13 de Setembro de 1877, na Igreja Paroquial de S. Miguel de Outeiro Seco.

 

Será em Outeiro Seco que organizam a sua vida, aqui nascem 8 filhos.

 

1 - Secundino Astorga Salgado, nasce em 9 de Outubro de 1881, pelas 4 horas da tarde, a 1 de Maio de 1895, com a idade de 13 anos emigra para o Brasil, nunca mais veio a Portugal, mas descobrimos que o Secundino no ano de 1930, possuía um restaurante na Rua de Santa Tereza nº. 20 em São Paulo, com o nome de "A Pereira da Minha" (?). Neste mesmo ano é decretada falência por um Tribunal de São Paulo, nada mais conseguimos saber sobre esta pessoa.

 

2 - Joaquim Astorga Salgado, nasceu a 3 de Agosto de 1893, falaremos deste filho mais tarde, apenas faremos aqui referência aos seus filhos, Maria Salgado (falecida), Eugénio Salgado (falecido), Augusto Salgado (falecido), e António Salgado (falecido).

 

3 - Filomena Salgado, nasce em 21 de Março de 1895, até á idade de 19 anos vive em O. Seco, em 3 de Julho de 1914, com 19 anos emigrou para o Brasil, nada mais soubemos sobre ela.

 

4 - Rita de Jesus Salgado, nasce em 21 de Março de 1897, casou em O. Seco a 3 de Abril de 1917, com António Gonçalves Chaves, viveram sempre em O. Seco, tiveram 4 filhos; Ilda Chaves (falecida, Octávio Chaves (falecido), Silvano Chaves (falecido), Joaquim Chaves (falecido).

 

(1)

 

5 - Anna Salgado nasce em 9 de Março de 1899, nada conseguimos saber sobre esta filha.

 

6 - Cândida Júlia Salgado, nasce em 17 de Março de 1901 ás 11 horas da manha, Casou com Jaime Rodrigues de Santo Estevão, para onde foi viver faleceu em 23/06/1969, sabemos que deixou 2 filhas.

 

7 - Beatriz Salgado, nasce em 26 de Abril de 1903, ás 8 horas da manha, também não conseguimos saber mais nada sobre ela.

 

8 - Silvana da Graça Salgado, nasce em 2 de Julho de 1905, casou em 13 de Março de 1924, com Manuel Mello de Vila Verde da Raia e era Guarda Fiscal, viveu em O. Seco Tiveram os seguintes filhos; Minda Mello (ainda viva), Jaime Melo (falecido), Didi Melo ainda viva por terras de França, Tina Melo (ainda viva), Humberto Mello ainda vivo e a residir em Outeiro Seco.

 

Feita a apresentação de toda esta ilustre família, vamos agora falar um pouco do seu Patriarca, António Estorga Salgado.

 

Como já dissemos era natural de Faiões, casou com 18 anos na aldeia de Outeiro Seco. Aqui se estabelece, e vive alguns anos, até no dia 3 de Maio de 1882, com a idade de 22 anos decide emigrar para o Brasil, à procura de uma vida melhor, tendo-lhe sido concedido o passaporte, pelo prazo de 90 dias, não sabemos o tempo que esteve por lá.

 

Mas pensamos que esteve lá poucos anos. Descobrimos alguns dados sobre o António, tinha 1,65 m de altura, sobrancelhas cabelos e olhos castanhos, tendo o nariz e a boca regular, a cor da pele natural, tinha uma mancha na mão esquerda, e uma cicatriz no rosto.

 

Já em inícios de 1887 se encontra em Outeiro Seco, onde possui uma taberna, estando localizada essa taberna, na casa que hoje é da Sra. Bia, aparece-nos várias vezes referenciado com a profissão de carpinteiro, e também de negociante, em 1888 ainda possui a taberna.

 

Casa da Sra. Bia

 

Em 8 de Setembro de 1895, no final da festa da Sra. da Azinheira, juntamente com mais pessoal de Outeiro Seco, envolvem-se na maior desordem de que há memória na aldeia, sendo necessário para restabelecer a ordem uma força de 14 soldados de Cavalaria 6 e o Administrador do Concelho, Barros de Moura.

 

A ordem é restabelecida e os desordeiros são presos, sendo julgados em Março de 1896. Damos aqui conta da notícia publicada num jornal local da época:

 

Voz de Chaves de 22/03/1896

Foi recebida com geral agrado a que no Tribunal Judicial desta Comarca, foi proferida contra todos os selvagens auctores da desordem de Outeiro Secco, por ocasião da romaria de N. S. da Azinheira, no verão passado. Folgamos em registar este acto de imparcialidade das justiças flavienses, tanto mais segundo consta, tinham-se movido altas influencias para evitar a punição dos criminosos".

 

Em 24/03/1896 encontramos o seu registo de preso na cadeia civil de Chaves, sendo- lhe dado o preso nº.15.

 

Também durante o ano económico de 1897/1898, se encontra registado no Livro de Pagamento de Congruas, da Aldeia de Outeiro Seco pagando a quantia de 240,00 mil reis.

 

Já em Janeiro do ano de 1900, é nomeado Regedor da Aldeia.

 

Em 10 de Março de 1902 é nomeado perito avaliador dos terrenos ocupados pela estrada que liga Outeiro Seco a Vilarelho.

 

A 2 de Novembro de 1904, é novamente nomeado Regedor sendo exonerado do cargo em 16 de Agosto de 1906.

 

Sabemos que foi um grande republicano, defendendo a Republica em 8/07/1912, em Outeiro Seco aquando da invasão dos Paivas.

 

Era um homem rijo e duro de roer, não ia nas conversas dos Padres, dizendo estes que ele era maçónico.

 

Também soubemos que em 1915 ou 1916 vai ao Brasil, mas não temos certeza. Não descobrimos a data do seu falecimento, mas pensamos que tenha falecido muito novo, e talvez em finais do verão de 1916, pois quando o seu filho Joaquim foi para a grande Guerra, ele já tinha falecido, e o filho foi para a guerra em 23 de Maio de 1917. Segundo aquilo que apuramos que ele teria falecido de um disparo acidental com uma espingarda.

 

Segundo a informação que temos, ele possuía uma vinha no lugar do Penedo, e na altura das uvas as pessoas iam fazer a sua guarda, pelos vistos ele tinha nessa propriedade uma barraca como a dos pastores, onde pernoitava, sucede que um dia quando se ia deitar, puxou as mantas para se agasalhar, tendo uma das mantas ficado presa na espingarda, e tendo assim disparado o tiro que o atingiu no abdómen, causando-lhe a morte imediata. Só foi encontrado no dia seguinte já morto.

 

Nada mais temos a acrescentar. Apenas esclarecer o seguinte, e que não é erro, muitos dos registos aparecem, escritos ESTORGA, com um E, e outros aparecem com um A.

 

João Jacinto

 (1) Foto gentilmente cedida por uma neta de uma linda Avó que esta na foto

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Ver comentários (5) | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 28 de Janeiro de 2014

Mantêm-se os políticos, mantêm-se os esgotos dos Parques em Vale Salgueiro

 

 

 

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Legislação de Interesse

 

Declaração Mensal de Remunerações - AT

Portaria 15-A/2014 1.º Suplemento 24/01/2014

Aprova as instruções de preenchimento da Declaração Mensal de Remunerações - AT, para cumprimento da obrigação declarativa a que se refere a subalínea i) da alínea c), e a alínea d), do n.º 1 do artigo 119.º, do Código do IRS

 

Medida Incentivo Emprego

Portaria 17/2014 27/01/2014

Primeira alteração à Portaria n.º 286-A/2013, de 16 de setembro que cria a medida Incentivo Emprego

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:01

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 27 de Janeiro de 2014

Ovinos - Trigémeos

  

 

 

 

 

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Domingo, 26 de Janeiro de 2014

Vamos até ao Porto Santo

 
  
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
Nota: Fotos analógicas captadas em 2000-2001
Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
Sábado, 25 de Janeiro de 2014

Contributos - Sr. Luís Fernandes - "MERCADOreS"

 

«MERCADOreS»

 

Não me conformo em ser somente testemunha do mundo.

 

Não me limito a estar entre os ricos, entre os pobres, entre os trabalhadores, entre guerreiros.

 

A nossa Democracia, dirigida por gentalha de ruim quilate, tem seguido na transformação para um regime político do imperialismo contemporâneo.

 

As Democracias europeias estão cada vez mais em «guerra contra os pobres», em vez de estarem em «guerra contra a pobreza».

 

Continuadamente, os actuais governantes, e os meios de informação que mais prestáveis lhes são, repetem-nos notícias onde o sujeito ou o predicado são os «Mercados».

 

Querem, «custe o que custar», conduzir-nos a uma situação económica submetida e submissa à grande Finança, aos «Mercados»!

 

Falam-nos da «Crise» como de uma inevitabilidade, cujo fim nunca se vislumbra.

 

Os mais resignados, ou, provavelmente, os mais farsolas, arengam-nos com:

 

-“É o país que temos»!

 

Mas não é o País que queremos e merecemos ter!

 

Não me venham com a conversa de que as coisas podiam ser muito piores.

 

Não nos basta estar em Democracia!

 

Esses farsantes e paus mandados às ordens dos «senhores dos Mercados» têm passado a vida a tentar convencer-nos de que viver em Democracia é já andar com muita sorte!

 

Este capitalismo financeiro - dos «Mercados» - não é inevitável, apesar das tragedias e catástrofes que provoca. Cresce e avança porque o «Zé Pagode» se limita à resignação.

 

Em 25 de Abril gritámos e vivemos Liberdade.

 

Hoje estamos caídos na condição de escravos do capital.

 

O Homem não é um ser exclusivamente económico.

 

De governantes temos ido de mal a pior!

 

 

Os actuais resolveram, como autênticos mandaretes dos «amos do mundo», tratar os Portugueses, sem mais nem porquê, como instrumentos de estatística, de acordo com as suas capciosas «engenharias financeiras», cujos cálculos finais resultem sempre em lucros gananciosos.

 

Tratantes, agarram-se afincadamente ao conceito maquiavélico de política - luta pela conquista e conservação do poder. Nem sequer de Platão se lembram (nem querem lembrar-se!) quando ele nos ensina que a política «é a busca de um bom governo».

 

Há a recordar-lhes que nem todas as questões políticas são questões de poder.

 

Os nossos governantes falam-nos com abstracções.

 

Agora a moda, insistente, é a dos “Mercados” pràqui, «Mercados» pràli.

 

O medo aos «Mercados» é o disfarce com que escondem a carta do poder a que nos mantem submetidos

 

Mas a contestação tem vindo a crescer de mansinho. De mudança, por enquanto, sopra somente uma brisa leve.

 

Contudo, já vai sendo suficiente pra causar algum tremor e temor a esses «barnabés» arrogantes e fanfarrões.

 

Acrescentam ao palavreado o parágrafo do «plano para o Crescimento da Economia e do Combate ao Desemprego».

 

Mas como não têm Plano nenhum, para esse efeito, logo se descaem e proclamam que o “DESEMPREGO” até uma Grande Oportunidade de Vida, e a realização pessoal e profissional está garantida para lá das nossas fronteiras!

 

Ponham-se ao largo! - gritam-nos os beatos de S. Bento e de Belém.

 

Talvez quem tenha de dar às de vila-Diogo, «rápido e depressa», sejam estes vendilhões do templo.

 

Até parece que não têm Mãe nem Pátria!

 

MERCADORES DE MERDA”!

 

Luís Henrique Fernandes

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Ver comentários (3) | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 24 de Janeiro de 2014

Outros Olhares - Dinis Ponteira

 

 

Para apreciar os diversos trabalhos fotográficos do Dinis Ponteira, pode visitar o seu blogue indicado na barra lateral ou seguir esta ligação:

http://dponteira.blogs.sapo.pt/

 

Para colaborar, envie os seus olhares para jhumbertoferreira@sapo.pt. Obrigado. Berto

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Legislação de Interesse

 

Empreendimentos Turísticos

Decreto-Lei 15/2014 23/01/2014

Procede à segunda alteração ao Decreto-Lei n.º 39/2008, de 7 de março, que aprova o regime jurídico da instalação, exploração e funcionamento dos empreendimentos turísticos

 

Pesca Lúdica

Portaria 14/2014 23/01/2014

Define as artes permitidas, condicionamentos, termos do licenciamento e taxas aplicáveis ao exercício da pesca lúdica em águas oceânicas, em águas interiores marítimas ou em águas interiores não marítimas sob jurisdição da autoridade marítima

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:01

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 23 de Janeiro de 2014

Os perus que escaparam ao Natal

 

 

 

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2014

O gato e o canário

 

 

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Agora é que a CMChaves vai ter que limpar a Mina!

 

 

Fonte:

http://www.noticiasaominuto.com/pais/162177/novo-programa-florestal-obriga-a-pagar-multas-na-hora

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:01

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 21 de Janeiro de 2014

AQI Antigamente - Fragmentos da nossa história

 
Ficam então as restantes páginas da lista telefónica datada de 1974, que publicamos na semana passada.
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 20 de Janeiro de 2014

Hoje acaba a quadra dos Reis - Santinhos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nota: As imagens foram redimensionadas

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Domingo, 19 de Janeiro de 2014

Vamos até ao São Sebastião da Vila Grande - Couto de Dornelas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sábado, 18 de Janeiro de 2014

Contributos - Sr. Luís Fernandes - "Jus talionis!"

 

Jus talionis!”

 

Francamente!

 

Este Governo e, especialmente, este Primeiro-Ministro já ultrapassaram o nível da nossa paciência!

 

Que grandes trampolineiros nos saíram das últimas eleições!

 

Vamos de mal a pior!

 

Cá está chapado, chapadinho, em como o Voto é «um simulacro, mais que um acto de exercício de um direito político».

 

Este Governo, nem de longe nem de perto, representa quem os elegeu, quanto mais os cidadãos Portugueses!

 

Pindérico, o «Fanfarrão de Massamá», arrima-se umas poses à Clooney, mas não consegue mais do que fazer a triste figura de um “Barnabé” dos “Senhores dos Mercados”.

 

Peão de brega do capitalismo selvagem, teima em fazer do Povo Português o seu «pião das nicas».

 

Imitador barato de pitonisas, encomenda umas «tiradas bombásticas», insultuosas e ofensivas, para se dar ares de compositor metafórico e de presumido filósofo da politicalheira.

 

Cheio de desfaçatez, todo empertigado por ter engrampado uma enorme quantidade de eleitores, mal se apanha no palanque de S. Bento ri-se de quem lhe caiu na esparrela e mete-lhe uma facada nas costas!

 

 

Trata os desiludidos e os indignados como «piegas» - olhai-me o valentão!

 

Qual torcionário torquemadelho, faz camas aos Portuguesas mais duras do que o «Berço de Judas».

 

Coelhito cheio de ronha, o «Fanfarrão de Massamá» utiliza «Garras de Gato» para arrebunhar as costas de quem tem que carregar com as suas deslealdades e, sabe-se lá, que caterva de frustrações e complexos!

 

Parasita, habituado aos «tachos», sem saber o que significa «desemprego», com o ar mais safado do mundo vem dizer e insistir que «o Desemprego é uma oportunidade»!

 

Pois é! Foi por estar no Desemprego que teve as oportunidades de se alimentar toda a vida a «sumos de laranja»!

 

«Custe o que custar» há-de chegar a hora de levar um pontapé no cu e deixar de fazer a vida negra aos Portugueses!

 

Hoje, já sabemos que o que nos espera deste Governo é doloroso. Mas aquilo que ele nos faz é vergonhoso!

 

Jus talionis!

 

Luís Henrique Fernandes

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Legislação de Interesse

 

Função Pública

Portaria 8-A/2014 1.º Suplemento 15/01/2014

Regulamenta o programa de rescisões por mútuo acordo de técnicos superiores a realizar no âmbito da administração direta e indireta do Estado, estabelecendo a sua duração, os requisitos e as condições específicas a aplicar e a tramitação do processo prévio ao acordo de cessação do contrato de trabalho em funções públicas por tempo indeterminado

 

Reforma da Tributação das Sociedades

Lei 2/2014 16/01/2014

Procede à reforma da tributação das sociedades, alterando o Código do Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Coletivas, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 442-B/88, de 30 de novembro, o Decreto Regulamentar n.º 25/2009, de 14 de setembro, e o Código do Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 442-A/88, de 30 de novembro

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:01

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 17 de Janeiro de 2014

Outros Olhares - J.B.César

 

 

 

Relembramos que quem quiser ver o extenso trabalho do J.B.César, pode visitar a sua página indicada na barra lateral ou seguir esta ligação:

http://www.jbcesar.com/

 

Para colaborar, envie os seus olhares para jhumbertoferreira@sapo.pt. Obrigado. Berto

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

Humberto Ferreira . Berto Alferes

Pesquisar neste blog

 

Abril 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
30

Posts recentes

Geadas - Vinhas - Outeiro...

Geadas - Batatas - Outeir...

Floração - "Nabal"

Câmara Municipal de Chave...

Fotografia - Ao acaso

Fotografia - Gado

Polinização

Floração

Imagens - Sagrado Coração...

Sinal TV - O Barroso vist...

Escarambões

Lilás

Fotografia - Ao acaso

Fotografia - Gado

Imagens - Santa Ana

Boa Páscoa

Auto da Paixão 2014 - Out...

Os teus 98 anos

Polinização

Marmeleiro

Fotografia - Ao acaso

Fotografia - Gado

Plantas que por tradição ...

Imagens - Nosso Senhor do...

Auto da Paixão 2014 - Out...

CMChaves e Junta de Fregu...

Fotografia - Ao acaso

Exposição Colectiva de Fo...

Fotografia - Gado

Imagens - Nossa Senhora d...

Arquivos

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

tags

acisat

agricultura

aldeias

ama

ambiente

amnistia internacional chaves

ana maria borges

antigamente

aqi

auto da paixão

berto alferes

boticas

casa de cultura

chaves

cogumelos

coleccionismo

comboios

contributos

desporto

dinis ponteira

diogo rolim

direitos humanos

esgotos

exposições

família

fátima

fauna

faustino

feira do gado

feira dos santos

fernando ribeiro

festa do reco

flora

fotografia

galiza

humberto ferreira

incêndio

isaac dias

j.b.césar

joão jacinto

joão madureira

josé arantes

lamartinedias

laura freire

legislação

lixo

luís montalvão

lumbudus

máquinas fotográficas antigas

marco costa

miguel ferrador

montalegre

natureza

notícias

olhares

orçamento participativo

orçamento participativo 2015

outeiro seco

pablo serrano

património

pedro afonso

pitões das júnias

políticos

recortes

regina celia gonçalves

religião

rita gonçalves

romeiro de alcácer

santarém

são sebastião

segirei

sr. luís fernandes

sr.joãojacinto

tiago ferreira

tradições

tupamaro

vamos até

verin

vidago

vítor afonso

todas as tags

Favoritos

Ocasionais

Blogues Amigos




Creative Commons License

AVISO:
A cópia ou utilização das fotografias e textos aqui publicados são expressamente proibidas, independentemente do fim a que se destinam.
Berto Alferes

Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License

Lumbudus

Tradições

Património

Coleccionismo

Fauna

Flora

Aviso




Creative Commons License

AVISO:
A cópia ou utilização das fotografias e textos aqui publicados são expressamente proibidas, independentemente do fim a que se destinam.
Berto Alferes

Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Visitas:

subscrever feeds