Outeiro Seco - AQI...

Tempo Outeiro Seco
Segunda-feira, 19 de Fevereiro de 2018

Fotografia - Suas cabras!

 

_D702093ac.jpg

 

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Domingo, 18 de Fevereiro de 2018

Vamos até Padornelos - Montalegre (9 fotos)

 

_D752566abc

 

_D752554ac

 

_D752577abc

 

_D752582ab

 

_D752606abc

 

_D752597ab

 

_D752623ab

 

_D752643a

 

_D752659ab

 

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sábado, 17 de Fevereiro de 2018

Vamos até Padornelos - Montalegre (5 fotos)

 

_D762975ac

 

_D762985ac

 

_D762988ac

 

_D763001ac

 

_D763009ac

 

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 16 de Fevereiro de 2018

É desta que a CMChaves limpa a Mina e a Junta de Freguesia os baldios?

 

Jornal Sol 10022018.jpg

Fonte: Jornal SOL de 10022018

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 15 de Fevereiro de 2018

"Museu dos Esgotos" em Outeiro Seco - Chaves - Uma obra emblemática

 

Ficam o contador actualizado e as imagens mais recentes captadas dia 11022018:

Nº de dias de poluição (desde 20102007) = 3771 dias

Nº de dias de atraso da obra (desde Junho) = 259 dias

 

Para ver mais fotos de mais de 10 anos de poluição diária (desde 20 de Outubro de 2007) siga a ligação: http://outeiroseco-aqi.blogs.sapo.pt/tag/esgotos

 

_DSC3301.JPG

 

_DSC3302.JPG

 

_DSC3303.JPG

 

_DSC3304.JPG

 

_DSC3305.JPG

 

_DSC3306.JPG

 

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 14 de Fevereiro de 2018

Ruínas do Solar dos Montalvões

 

_D761993ab_SEP Selenio.jpg

 

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 13 de Fevereiro de 2018

Fotografia - Ao acaso

 

_DSC7182ac.jpg

 

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 12 de Fevereiro de 2018

Fotografia - Suas cabras!

 

_DSC8665ac.jpg

 

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Domingo, 11 de Fevereiro de 2018

Vamos até Padroso - Montalegre (6 fotos)

 

_D763038ac

 

_D763039ac

 

_D763031ac

 

_D763027ac

 

_D763023ac

 

_D763017ac

 

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sábado, 10 de Fevereiro de 2018

Vamos até Padroso - Montalegre (5 fotos)

 

_D763052ab

 

_D763051ac

 

_D763047ac

 

_D763041ac

 

_D763040ac

 

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 9 de Fevereiro de 2018

Outeiro Seco - Carnaval 2018

 

27657381_2104194223190925_8884667521918669439_n.jp

Fonte:

Casa de Cultura Popular de Outeiro Seco

AMA - Associação Mãos Amigas

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 8 de Fevereiro de 2018

"Museu dos Esgotos" em Outeiro Seco - Chaves - Alguém se lembra?

 

Em 11 de Março de 2017, o Diário @tual noticiava que a resolução do problema de poluição provocado pelos esgotos provenientes dos parques emprasariais estaria para breve, uma vez que a obra do sistema intercetor estaria concluído em Junho do mesmo ano. Alguém se lembra?

 

Sistema intercetor do parque empresarial pronto em

Fonte: Diário @tual, 11 de Março de 2017

 

Desde então decorreram 8 meses (mais dia, menos dia) e já há muito constatamos que se tratou de mais uma mentira, a somar às muitas que sobre este assunto se vinham acumulando. Continuo sem entender como é possível que tanto a CMChaves como Junta de Freguesia de Outeiro Seco possam mentir publicamente e ficarem impunes em relação aos crimes que cometem.

 

Como poderão ver mais adiante, tudo está exactamente igual. Os esgotos continuam a ser lançados sem qualquer tratamento para as linhas de água que desaguam no Rio Tâmega, seguindo a já famosissíma "Rota dos Esgotos e da Áuga", muito bem sinalizada para os turístas não se perderem e poderem levar uma recordação inigualável de uma cidade do 3º mundo.

 

19450652_2ipED.jpg

 

Há quem diga que a situação melhorou. Se calhar é verdade, metade das empresas que laboravam nos parques fechou portas e o caudal de água aumentou ligeiramente devido às chuvas. Isto faz com que haja uma menor concentração de esgotos para um maior volume de água. No entanto, se o nível de precipitação se mantiver assim, não tarda teremos o Rio Tâmega a cheirar mal como nos anos anteriores e tal como o Ambiente, o Rio Tâmega é de todos nós e deveria ser defendido e respeitado, tal como a população que dele poderia usufruir.

 

Entendo que o actual executivo da CMChaves queira apostar na promoção turística e atratividade económica (o "turismo" está na moda), no entanto, no meu entender há outras prioridades. Que turísta vai querer vir a Chaves sabendo que o Rio Tâmega está poluído e ainda por cima há mais de 10 anos, sem que nada seja feito? Por outro lado, que empresa, minimamente responsável em relação ao ambiente, vai querer instalar-se no parque empresarial se souber que os efluentes que emitem não são tratados e são lançados para as linhas de água a escassos metros das suas instalações?

 

Jardim Bacalhau vs Esgotos.jpg

 

Também entendo que o mesmo executivo queira repor a situação de determinados "Jardins". Mas será que essas obras são assim tão urgentes comparativamente a necessidade de ter um rio limpo e um ambiente, de uma forma geral, salutar? Atenção, com isto não quero dizer que as obras nesses "Jardins" não sejam necessárias. Quem me conhece sabe que sou totalmente a favor da reposição do Jardim do Bacalhau e do Jardim das Freiras, bem como de pôr a descoberto às termas do Arrabalde e que esses espaços são importantes para a cidade e para o comércio tradicional que sempre defendi e defendo. Mas continuo a considerar que a resolução de um problema grave de poluição que se arrasta há mais de 10 anos é muito mais importante e urgente. De que adianta ter jardins arranjados se ao lado corre um rio nauseabundo?

 

Como podem ver pelas imagens que se seguem a situação é, infelizmente e mais uma vez, a mesma.

 

Ficam o contador actualizado e as imagens mais recentes captadas dia 04022018:

Nº de dias de poluição (desde 20102007) = 3764 dias

Nº de dias de atraso da obra (desde Junho) = 252 dias

 

Para ver mais fotos de mais de 10 anos de poluição diária (desde 20 de Outubro de 2007) siga a ligação: http://outeiroseco-aqi.blogs.sapo.pt/tag/esgotos

 

_DSC3292.JPG

 

_DSC3293.JPG

 

_DSC3294.JPG

 

_DSC3295.JPG

 

_DSC3297.JPG

 

Algumas mentiras do executivo da Junta de Freguesia de Outeiro Seco:

http://outeiroseco-aqi.blogs.sapo.pt/esgotos-em-vale-salgueiro-e-rio-tamega-848937

 

Algumas mentiras do executivo da CMChaves:

"É preciso denunciar. Denunciar é um dever de elementar cidadania" - cabeleira - Fonte: comentário do próprio no Facebook em 18 de Dezembro de 2013;

"Câmara Municipal diz que o problema resultou de avaria na mini-ETAR que já está a ser resolvido" -  cabeleira - Fonte: SIC - Primeiro Jornal de 15 de Novembro de 2015;

"No próximo ano (2016), seguramente, estará construí­do o emissário, e pronto, e o problema desapareceu de vez" - cabeleira - Fonte: Emissão do Portugal em Direto de 24 de Novembro de 2015;

"Sistema Intercetor do parque empresarial pronto em junho". Fonte: Notícia Diário Atual de 11 de Março de 2017;

 "Por Chaves", "não tem piada nenhuma estragar aquilo que é de todos" - cabeleira - Fonte: Notí­cia Diário Atual de 29 de Abril de 2017;

Etc...

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 7 de Fevereiro de 2018

Contributos - João Jacinto - "Combatentes da Grande Guerra de 1914-1918 da aldeia de Outeiro Seco – Francisco Marcelino Antas (Morgado)"

 

COMBATENTES DA GRANDE GUERRA DE 1914/1918 DA ALDEIA DE OUTEIRO SECO

  

Hoje vamos falar do soldado Francisco Marcelino Antas (Morgado).

 

Quem era este soldado?

 

Iniciámos a nossa investigação através da indicação que nos foi transmitida verbalmente por algumas pessoas da aldeia, também através do pouco que se foi escrevendo sobre os combatentes.

 

Fomos à procura de um Francisco Morgado. Consultamos os Boletins do CEP que nos levaram até à aldeia de Bustelo, mas acabamos por desistir desta pista. Não estávamos no caminho certo.

 

Iniciámos então nova investigação, consultando várias listagens referentes aos soldados do Distrito de Vila Real, e nada de nada.

 

Começámos a pensar cá para nós: mais outro sem Boletim do CEP.

 

Alterámos o curso da nossa investigação. Fizemos as nossas contas e fomos a procura do livro de batismos da freguesia de Outeiro Seco. Rebuscámos, espreitámos, sei lá o que fizemos mais. Mas foi no livro de batismos da aldeia de Outeiro Seco, que descobrimos que a nossa pesquisa estava a ser mal direcionada. Aí verificámos que o seu nome correto é Francisco Marcelino Antas e, que o apelido “Morgado” não passava de uma alcunha.

 

Foi então iniciada uma nova pesquisa já com os dados certos, voltámos aos Boletins do CEP, ao Arquivo Militar, mas regressámos de mãos vazias.

 

Verificámos a listagem dos soldados do Distrito de Vila Real, também nada. Consultámos uma listagem só dos soldados sem naturalidade e é nesta listagem que vamos encontrar o Francisco Marcelino Antas. Sentimos uma alegria imensa.

 

_D804589.JPG

  

Identificado o seu código, chegámos à sua ficha do CEP, no Arquivo militar. Aí pudemos verificar o seguinte:

Que o seu nome era Francisco Marcelino Antas. Era o soldado nº.609 da 1ª. Companhia do Regimento de Infantaria 19, sendo a sua placa de identificação o nº. 33286. Diz-nos também que era solteiro e que era filho de José Marcelino Antas e de Ana Maria Melo e, era natural de Santa Cruz freguesia de Outeiro Seco, sendo o seu parente mais próximo seu pai.

Mas o seu boletim não fica por aqui e diz-nos que o combatente embarcou no dia 17 de novembro de 1917, em Lisboa, com destino a Brest e dali, para a frente de combate, onde durante praticamente dois anos passou as amarguras da guerra. E continua a descrição no seu boletim: “Diligência à escala de serviço em 10 de Dezembro de 1917. Presente e colocado na 1ª. Companhia em 6 de Março de 1918, onde ficou com o nº. 1149.”.

Será aqui, após a colocação nesta Companhia, que o Francisco Marcelino Antas vai assistir à maior tragédia no dia 9 de abril de 1918, a batalha de La Lys, onde lutou corpo a corpo, onde viu tombar os seus camaradas, ele assiste a todo aquele horror. É dado como desaparecido em 9 de abril de 1918. É desconhecido o seu paradeiro. O Francisco Marcelino Antas acabou prisioneiro dos alemães, sendo transferido para o campo de prisioneiros conjuntamente com outros portugueses, vindo a ser libertado no dia 12 de novembro de 1918.

 

_DSC3291ac-Blogue.jpg

 

No dia 3 de Janeiro de 1919 desembarcava em Lisboa e dali para a sua terra natal. Em casa de seus pais viveu alguns tempos, para curar de certas chagas da guerra. A casa onde habitou este herói ainda resiste aos anos, hoje sem ninguém e já ameaçando ruína. Situa-se na Estrada de Outeiro Seco, do lado esquerdo quem vem para Outeiro Seco, junto ao cruzamento que dá para Santa Cruz.

 

O seu assento de batismo nº.16 do ano de 1892, diz-nos o seguinte:

Aos quatro dias do mês de Dezembro do ano de mil oitocentos e noventa e dois, nesta igreja paroquial de Outeiro Seco batizei solenemente um indivíduo do sexo masculino a quem dei o nome de Francisco, que nasceu no lugar de Santa Cruz, as nove horas da noite do dia vinte e seis de Novembro, filho legítimo de José Marcelino Antas, lavrador e de Ana Mello do lugar do Couto de Ervededo, neto paterno de Manuel Gonçalves Sevivas e de Joana Marcelina e materno de Francisco Mello e Bárbara Gonçalves, foram seus padrinhos Francisco Gonçalves Sevivas e Ana Gonçalves Sevivas, proprietários e casados.

Padre Gonçalves Amaro"

 

Verificámos também o seu assento de casamento nº3 que nos diz:

Que no dia 21 de Fevereiro do ano de 1921, Francisco Marcelino Antas, solteiro de 29 anos natural de Outeiro Seco, filho legítimo de José Marcelino Antas e de Ana Mello, e Maria Gonçalves Sevivas, solteira de 27 anos filha de Francisco Gonçalves Sevivas e de  Silvana Leite, contraiam matrimónio. Foram testemunhas Vitorino Teixeira e Maria do Carmo.

Padre Elias António José Alves.

 

Alertámos os nossos amigos leitores que muitas das vezes os registos nos aparecem com várias gafes ou erros, pois no seu assento de batismo verificamos alguns.

 

Francisco Marcelino Antas viria a falecer no dia 7 de dezembro de 1971, conforme assento nº 573. Faleceu na sua casa na estrada de Outeiro Seco com 79 anos de idade.

 

Deixou três filhos também já falecidos, sendo eles o Vitorino, o David, e o Lelo Morgado, que casou com a Hermínia que era irmã do José Chaves (Zé Rico).

 

Caros amigos e leitores assim completamos a história de mais um herói.

 

João Jacinto

 

 Consulta:

Arquivo Distrital Vila Real

Arquivo Militar

Informações verbais

Blog Genealogia

 

Pesquisa e textos remetidos pelo Sr. João Jacinto.

Contributos2014.jpg

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 6 de Fevereiro de 2018

Fotografia - Ao acaso

 

_DSC7147ac.jpg

 

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 5 de Fevereiro de 2018

Fotografia - Suas cabras!

 

_D702088ac.jpg

 

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Domingo, 4 de Fevereiro de 2018

Vamos até Gralhas - Montalegre (7 fotos)

 

_D763080ac

 

_D763078ac

 

_D763074ac

 

_D763072ac

 

_D763069ac

 

_D763060ac

 

_D763061ac

 

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
Sábado, 3 de Fevereiro de 2018

Vamos até Gralhas - Montalegre (5 fotos)

 

_D763105ac

 

_D763099ac

 

_D763093ac

 

_D763092ac

 

_D763086ac

 

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos

Humberto Ferreira . Berto Alferes

Pesquisar neste blog

 

Fevereiro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
20
21
22
23
24
25
26
27
28

Posts recentes

Fotografia - Suas cabras!

Vamos até Padornelos - Mo...

Vamos até Padornelos - Mo...

É desta que a CMChaves li...

"Museu dos Esgotos" em Ou...

Ruínas do Solar dos Monta...

Fotografia - Ao acaso

Fotografia - Suas cabras!

Vamos até Padroso - Monta...

Vamos até Padroso - Monta...

Outeiro Seco - Carnaval 2...

"Museu dos Esgotos" em Ou...

Contributos - João Jacint...

Fotografia - Ao acaso

Fotografia - Suas cabras!

Vamos até Gralhas - Monta...

Vamos até Gralhas - Monta...

Contributos - João Jacint...

Fotografia - Ao acaso

Fotografia - Suas cabras!

Vamos até São Vicente da ...

Vamos até São Vicente da ...

"Museu dos Esgotos" - A a...

Contributos - João Jacint...

Fotografia - Ao acaso

Fotografia - Suas cabras!

Vamos até Viade de Baixo ...

Vamos até ao São Sebastiã...

Nosso Senhor dos Desampar...

Fotografia - Ao acaso

Arquivos

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

tags

acisat

agricultura

aldeias

ama

ambiente

amnistia internacional chaves

ana maria borges

antigamente

aqi

auto da paixão

berto alferes

boticas

casa de cultura

chaves

cogumelos

coleccionismo

comboios

contributos

desporto

dinis ponteira

diogo rolim

direitos humanos

esgotos

exposições

família

fátima

fauna

faustino

feira do gado

feira dos santos

fernando ribeiro

festa do reco

flora

fotografia

galiza

humberto ferreira

incêndio

isaac dias

j.b.césar

joão jacinto

joão madureira

josé arantes

lamartinedias

laura freire

legislação

lixo

luís montalvão

lumbudus

máquinas fotográficas antigas

marco costa

miguel ferrador

montalegre

natureza

notícias

olhares

orçamento participativo

orçamento participativo 2015

outeiro seco

pablo serrano

património

pedro afonso

pitões das júnias

políticos

recortes

regina celia gonçalves

religião

rita gonçalves

romeiro de alcácer

santarém

são sebastião

segirei

sr. luís fernandes

sr.joãojacinto

suas cabras

tiago ferreira

tradições

tupamaro

vamos até

verin

vidago

vítor afonso

todas as tags

Favoritos

Ocasionais

Blogues Amigos




Creative Commons License

AVISO:
A cópia ou utilização das fotografias e textos aqui publicados são expressamente proibidas, independentemente do fim a que se destinam.
Berto Alferes

Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License

Lumbudus

Tradições

Património

Coleccionismo

Fauna

Flora

Aviso




Creative Commons License

AVISO:
A cópia ou utilização das fotografias e textos aqui publicados são expressamente proibidas, independentemente do fim a que se destinam.
Berto Alferes

Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Visitas:

subscrever feeds