Outeiro Seco - AQI...

Tempo Outeiro Seco
Sexta-feira, 31 de Julho de 2015

Limpeza dos terrenos e incêndios em Outeiro Seco - Chaves - Portugal

 

_D756688.JPG

Paisagem da nossa Aldeia - 28072015

 

Eu sou daqueles que acredita que a quase totalidade dos incêndios são premeditados e têm mão criminosa. Ainda o ano passado tivemos essa prova na nossa Aldeia, quando o executivo da Câmara Municipal de Chaves (ou alguém a seu mando) incendiou a Mina e o Aloque com a finalidade de eliminar o lixo que nesses locais depositou durante anos, pondo em perigo toda a Aldeia e criando incómodos graves às habitações mais próximas (http://outeiroseco-aqi.blogs.sapo.pt/outeiro-seco-visite-a-nova-imagem-da-347457). Tanto quanto se saiba, nenhum elemento do executivo camarário foi acusado dos crimes que cometeu.

 

_D708774.JPG

Terrenos por limpar da CMChaves em Agosto de 2014

 

_D756687.JPG

Os mesmos terrenos da CMChaves, agora "limpos" pelo incêndio - 28072015

 

Também sou daqueles que acredita que quando um incendiário é apanhado em flagrante, a justiça deveria ser feita no próprio local, atando-o a um pinheiro e deixá-lo “aquecer” bem devagar, para que sentisse tudo aquilo pelo que os outros passam, devido aos seus crimes. No entanto, a realidade é que mesmo quando identificados, são soltos ou, como no exemplo que indiquei no parágrafo anterior, nem sequer são identificados, acabando em ambos os casos impunes.

 

_D708768.JPG

Talude da autoestrada por limpar da responsabilidade das Estradas de Portugal - Agosto de 2014

 

 

_D756683.JPG

O mesmo talude já "limpo" pelo incêndio - Estradas de Portugal - 28072015

 

Por outro lado, também sou um daqueles que acredita que a redução dos riscos de incêndios se faz através da prevenção e, no que a isto respeita, há legislação mais do que suficiente para obrigar os proprietários dos terrenos a proceder à limpeza dos mesmos.

 

_D708770.JPG

Parcela de terreno sobrante por limpar da responsabilidade das Estradas de Portugal - Agosto de 2014

 

_D756684.JPG

 A mesma parcela de terreno já "limpa" pelo incêndio - Estradas de Portugal - 28072015

 

É claro que isso não acontece e a nossa Aldeia é exemplo disso mesmo. A CMChaves, com terrenos na nossa Aldeia, não limpa a ponta dum corno, as Estradas de Portugal (Infraestruturas de Portugal) fazem o mesmo e a Junta de Freguesia segue os passos das anteriores, basta ver o estado dos baldios e caminhos públicos. Alguns desses terrenos estão bem próximos das habitações, como por exemplo a Mina e o Aloque (CMChaves) e o baldio e caminho do Campelo (Junta de Freguesia).

 

_D708795.JPG

Caminho e Baldio do Campelo por limpar da responsabilidade da Junta de Freguesia - Agosto de 2014

Suponho que o baldio e o caminho do Almeirinho esteja também por limpar. Já publicamos fotos anteriormente.

Nota: o joão batista, com conhecimento da Junta de Freguesia, prometeu em Dezembro de 2004 o arranjo do caminho do Almeirinho. Até hoje...

 

Os particulares vendo que as Instituições Públicas não cumprem a Lei, fazem o mesmo. Afinal o que lhes pode acontecer? Absolutamente nada. Alguns ainda ficariam a pensar: “Foi pena o lume num ter passado mais lá por cima. Ó menos limpava-me aquelas silvas que estão lá a meter nojo.

 

_D708763.JPG

Caminho do Almeirinho e terrenos dos meus pais limpos em Agosto de 2014

 

 

_D756682.JPG

 Caminho do Almeirinho e terrenos dos meus pais queimados - 28072015

 

Os entendidos dizem que quando a manutenção dos terrenos é feita regularmente, basta uma limpeza geral a cada 4 ou 5 anos. Os meus pais assim têm feito, mandando limpar os terrenos o ano passado (2014), tendo sido limpos anteriormente em 2009/2010, em ambos casos através da AFACC – Associação Florestal e Ambiental do Concelho de Chaves (http://www.afacc.pt/home.asp?menu_id=-1). Por outro lado, também têm estado a plantar centenas de árvores (chopos, amieiros, freixos, eucaliptos, cerejeira brava, sequóias, plátanos, etc…), de forma a diversificar os bosques, mas também para repor aquelas que secam devido aos esgotos que a CMChaves tem lançado (e continua a lançar) nas linhas de água há mais de 8 anos, contaminando os terrenos.

 

_D708754.JPG

 Laga do Almeirinho - Antes utilizada para rega - Agora está cheia de esgotos lançados pela CMChaves nas linhas de Água

 

Não vou aqui publicar fotografias dos terrenos dos vizinhos. As que estão ao longo do texto são dos terrenos dos meus pais e dos terrenos da responsabilidade de Instituições Públicas (CMChaves, Estradas de Portugal e Junta de Freguesia), mas a verdade é que não adianta muito limpar os nossos terrenos, quando em volta todos os restantes estão abandonados. Basta o calor das chamas para queimarem uma faixa enorme em redor. Outro exemplo aqui bem perto, é o das casas do Sr. Ulisses, da Rosalina e do Zé Alves e, do Sr. Augusto e Armindo Escaleira. Que adianta terem os seus terrenos limpos, se aqueles que estão à volta não o estão?

 

_D756675.JPG

 Antas - 28072015

 

_D756680.JPG

 Vinha do nosso primo Zé Martins - 28072015

 

O mais grave é que muitos dos terrenos abandonados que a CMChaves tem na nossa Aldeia e que agora arderam, foram expropriados invocando o caracter de urgência, para poderem tomar posse administrativa dos mesmos, porque segundo o cabeleira, joão batista e frança, já estaria tudo vendido. Não menos grave é a(s) Junta(s) de Freguesia afirmarem que não dispõem de dinheiro para efectuarem trabalhos, mas terem dinheiro mais que suficiente para, por exemplo, condecorar o joão batista que tanto prejudicou a nossa Aldeia.

 

_D756685.JPG

Embora os terrenos dos meus pais estejam limpos - As labaredas dos terrenos vizinhos, que estão por limpar, são suficientes para queimar as plantações novas - 28072015

 

Por tudo isto, não entendo a “aflição” e a “indignação” de algumas pessoas (muitas delas responsáveis) quando chega ou vêem um incêndio. Enquanto não houver outro tipo de mentalidade nas pessoas de uma forma geral, e nos responsáveis públicos em particular, na forma como cuidam do ambiente e, neste caso, dos terrenos, os incêndios continuarão a suceder-se. Cada vez haverá mais matéria combustível, cada vez os anos são mais secos e quentes e os bombeiros têm meios limitados.

 

_D708752.JPG

 Terrenos dos meus pais (pormenor) - Limpos em Agosto de 2014

 

No dia em que tirei as fotos, 28 de Julho de 2015, era o Dia Mundial da Conservação da Natureza. Alguém viu a Junta de Freguesia ou a CMChaves fazer alguma coisa? Devem achar que não há nada para fazer na Aldeia e no concelho. Enfim...

 

_D708743.JPG

 Terrenos dos meus pais (pormenor) - Limpos em Agosto de 2014

 

 

_D708759.JPG

 Terrenos dos meus pais (pormenor) - Limpos em Agosto de 2014

 

E assim, resta-nos aguardar o próximo incêndio. Tudo indica que não deve tardar.

 

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Ver comentários (1) | Adicionar aos favoritos

Humberto Ferreira . Berto Alferes

Pesquisar neste blog

 

Maio 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
30
31

Posts recentes

Limpeza dos terrenos e in...

Arquivos

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

tags

acisat

agricultura

aldeias

ama

ambiente

amnistia internacional chaves

ana maria borges

antigamente

aqi

auto da paixão

berto alferes

boticas

casa de cultura

chaves

cogumelos

coleccionismo

comboios

contributos

desporto

dinis ponteira

diogo rolim

direitos humanos

esgotos

exposições

família

fátima

fauna

faustino

feira do gado

feira dos santos

fernando ribeiro

festa do reco

flora

fotografia

galiza

humberto ferreira

incêndio

isaac dias

j.b.césar

joão jacinto

joão madureira

josé arantes

lamartinedias

laura freire

legislação

lixo

luís montalvão

lumbudus

máquinas fotográficas antigas

marco costa

miguel ferrador

montalegre

natureza

notícias

olhares

orçamento participativo

orçamento participativo 2015

outeiro seco

pablo serrano

património

pedro afonso

pitões das júnias

políticos

recortes

regina celia gonçalves

religião

rita gonçalves

romeiro de alcácer

santarém

são sebastião

segirei

sr. luís fernandes

sr.joãojacinto

tiago ferreira

tradições

tupamaro

vamos até

verin

vidago

vítor afonso

todas as tags

Favoritos

Ocasionais

Blogues Amigos




Creative Commons License

AVISO:
A cópia ou utilização das fotografias e textos aqui publicados são expressamente proibidas, independentemente do fim a que se destinam.
Berto Alferes

Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License

Lumbudus

Tradições

Património

Coleccionismo

Fauna

Flora

Aviso




Creative Commons License

AVISO:
A cópia ou utilização das fotografias e textos aqui publicados são expressamente proibidas, independentemente do fim a que se destinam.
Berto Alferes

Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Visitas:

subscrever feeds