Outeiro Seco - AQI...

Tempo Outeiro Seco
Sábado, 14 de Setembro de 2013

Contributos - Sr. Luís Fernandes - "A/GOSTO de CHAVES"

 

“A/GOSTO de CHAVES”

 

 

Chaves, 16 de Agosto de 2013.

 

Pelo Brunheiro abaixo desce um leve sopro de ar que, depois de atravessar o Tâmega, percorre as ruas da cidade que nascem na sua margem direita, e faz-nos a todos dizer, em complemento do «Bom-dia!», que hoje a manhã está fresca.

 

Depois, a partir das dez e meia, o calor dos «três meses de inferno» toma conta das ruas, das rotundas, das avenidas, e das canelhas da cidade.

 

As labaredas consomem os montes, os restolhos e a paciência de quem as combate a sério.

 

Neste meio da manhã já não havia buraco onde arrumar o carro.

 

A Rua de santo Amaro estava cheia de automóveis e de pessoas.

 

A esplanada e as salas da “Carbela”, repletas.

 

Abusando da proverbial tolerância dos flavienses, deixei o pópó sobre um passeio de um acesso às garagens de um prédio.

 

O pingo não estava ao nível da minha habitual exigência. Mas o “Pastel de Chaves” até parecia ter sido feito de encomenda, e na hora, para o meu paladar e apetite!

 

Que bem me soube!

 

 

Desci a Rua Direita. Para meu espanto, não andavam por lá mais de vinte pessoas!

 

No Arrabalde, quatro basbaques!

 

Nas Lojas, ao todo, uma meia dúzia de clientes!

 

A cidade está mesmo pobre - disse para comigo mesmo!

 

Subi a Rua de Santo António.

 

Mais movimentada. Mas o movimento maior era o de automóveis.

 

Até o “Sport” tinha mais vagas do que ocupações!

 

No “Jardim do Bacalhau” estava espalhada uma dúzia daqueles parzinhos crónicos nas alcovitices - percebeu-se pelo olhar furtivo de esguelha e pelo acento enfático que punham em cada sílaba viperina das palavras venenosas.

 

Pela Ponte Romana iam e vinham pequenos grupos palradores, de familiares ou de amigos, que me deliciaram com um Francês com sotaque transmontano! Claro que os «avecs» e os «doncs» soavam mais alto do que o «omessa porra». Era preciso dar sinal de ricas «vacanças»!

 

As famílias galegas encontrei-as por todo o lado. Passeiam por Chaves como verdadeiros conquistadores. Mostram-se seguras do seu poder de compra!

 

Nos Cafés, os homens falam e orientam as orelhas para os amigos sentados de um lado e de outro da mesas, e trocam os olhos e torcem o pescoço para quem passa na rua, com aquele ar meio ansioso, meio embasbacado, como se esperassem alguém que os libertasse daquele torpor em que vivem, ditado ela rotina de vida e pela imbecilidade.

 

 

As mulheres mais novas e as mulheres mais velhas fazem técnico-tácticos esforços corporais para nos convencer, a nós, e se convencerem a elas de uma grandeza de fascínio e de atracção que exercem sobre os homens.

 

As mulheres idosas passeiam devagar - transportam consigo cargas de resignado sofrimento e de muita bondade.

 

Os homens de Aldeia, lavradores (ou agricultores) caminham com o passo lento, acertado, como quem sabe ao certo o que procura e aonde vai depois das compras feitas ou de cumprida a palavra: botar um copo antes do regresso a casa!

 

Os jovens amadurecidos e os maduros ainda jovens falam e gesticulam com entusiasmo e, com um ar de pimpão e fanfarrão, olham para quem se cruze com eles, por levarem à mão de semear uma companheira - esposa ou namorada - a quem podem abraçar e apertar como quem segura uma gabela de couves … ou de palha para estrumar a corte dos recos!

 

As crianças imitam os jovens pais, falando alto, apontando para as montras e esforçando-se para que os tios, os padrinhos e os avós olhem para elas, os ouçam, lhes «liguem»!

 

Regresso à Pastelaria para matar o desejo de mais um “Pastel de Chaves”. E dou-me conta de que afinal só eu é que ando por aqui sozinho!

 

A alegria de viver e a felicidade sentem-se espalhadas pelo ar!

 

Chaves, 16 de Agosto de 2013

Luís Fernandes

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Adicionar aos favoritos
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Humberto Ferreira . Berto Alferes

Pesquisar neste blog

 

Fevereiro 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29

Posts recentes

Castelo de Monforte de Ri...

Águas Frias

Igreja de Nossa Senhora d...

Boas notícias: CMChaves n...

Geada

Geada

Geada

Bolideira

Pedra da Bolideira

Igreja de Nossa Senhora d...

Terceiro Passo (Via Sacra...

Igreja de São Miguel (Mat...

Capela de Santana (Santa ...

Castelo de Monforte de Ri...

Castelo de Monforte de Ri...

Igreja de Nossa Senhora d...

Tanque

Solar dos Montalvões

Hoje, São Sebastião em Vi...

Dia 20, vamos até ao São ...

Dia 20, vamos até ao São ...

Igreja de São Miguel (Mat...

Igreja de Nossa Senhora d...

Nosso Senhor dos Desampar...

Azeitona

Castelo de Monforte de Ri...

Castelo de Monforte de Ri...

Ex-escolas primárias

Romã

Igreja de Nossa Senhora d...

Arquivos

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

tags

agricultura

águas de chaves

águas frias

aldeias

alturas do barroso

ama

ambiente

amial

amiar

amnistia internacional chaves

ana maria borges

antigamente

antónio souza e silva

ao acaso

aqi

aquanatur

aquavalor

arte digital

auto da paixão

barroso

berto alferes

boticas

camera collector

casa de cultura

cerdeira

chaves

chaves em festa

cidade de chaves

cogumelos

coleccionismo

comboios

contributos

desporto

dinis ponteira

esgotos

estrada nacional 2

exposições

fauna

faustino

feira do gado

feira dos santos

fernando ribeiro

festa comunitária

festa do reco

flora

fotografia

fotografia antiga

friães

galiza

humberto ferreira

j.b.césar

joão jacinto

joão madureira

lamartinedias

laura freire

legislação

lixo

lumbudus

máquinas fotográficas antigas

montalegre

museu de fotografia

n2

natureza

notícias

o poema infinito

old cameras

olhares

orçamento participativo

orçamento participativo 2015

outeiro seco

património

políticos

poluição

poluição em chaves

portugal

rapa das bestas

recortes

religião

rio tâmega

romeiro de alcácer

rota termal e da água

santarém

são sebastião

sarraquinhos

seara

sr. luís fernandes

sr.joãojacinto

suas cabras

telhado

termas de chaves

tiago ferreira

tradições

trás-os-montes

vamos até

verin

vidago

vidago palace hotel

vintage cameras

visit chaves

vítor afonso

todas as tags

Blogues Amigos




Creative Commons License

AVISO:
A cópia ou utilização das fotografias e textos aqui publicados são expressamente proibidas, independentemente do fim a que se destinam.
Berto Alferes

Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License

Lumbudus

Tradições

Património

Coleccionismo

Fauna

Flora

Aviso




Creative Commons License

AVISO:
A cópia ou utilização das fotografias e textos aqui publicados são expressamente proibidas, independentemente do fim a que se destinam.
Berto Alferes

Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

subscrever feeds