Outeiro Seco - AQI...

Tempo Outeiro Seco
Sábado, 3 de Julho de 2010

Restantes objectos do jardim da Igreja de Na. Sra. da Azinheira

Julgo desnecessário voltar a passar a limpo o preâmbulo do anterior post. Mas para quem tiver dúvidas é o mesmo e pode consultar.
Nesta primeira fotografia podemos ver uma pedra "canelada" utilizada na condução da água. Existem várias no Quintal, agora propriedade do nosso amigo Vítor Afonso.

 

 

 

 

 

Na fotografia seguinte a configuração dos bancos faz me lembrar uns que existiam com uma mesa redonda no Aloque, junto à Mina de água e onde havia também uma palmeira. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Em relação ao conjunto que vemos representado nas fotografias seguintes e, isto na minha opinião, não me parece o mais adequado em tudo o que podemos ver no jardim por várias razões.

Quem veja este arranjo ao longe, a primeira impressão que tem é de uma Pia Baptismal.

No entanto, como vemos nas fotos de pormenor, pelo menos uma das pedras da base tem inscrições. É verdade que não estão nítidas, mas talvez pudessem ser limpas e saber-se ao que dizia respeito.

Depois temos o que parece ser um peso de lagar, encimado por uma manjedoura redonda. Segundo o meu pai, estas últimas eram utilizadas para dar de comer às juntas de bois.

 

Eu deixaria aqui uma sugestão.

Na nossa Aldeia, que eu saiba, mas posso estar enganado, já não existe nenhum lagar de peso. Os únicos que vi foi em Segirei e ainda funcionam.

Não sei até que ponto poderia ser utilizado este peso e, no mesmo local, em vez de ter esta composição, fazer uma reprodução de um lagar de peso e, se fosse funcional, poder até no tempo das vindimas fazer uma representação/demonstração do seu funcionamento para aqueles que nunca viram um lagar de peso a funcionar.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
3 comentários:
De joaojacinto a 3 de Julho de 2010 às 13:00
ola caro conterraneo, depois de assistir a toda aquela discussao sobre bens dos montalvões e muito mal contadas as coisas em breve darei um esclarecimento sobre esse assunto porque fiquei com uma imagem triste das gentes de outeiro seco, e é isso que eu quero aqui comprovar e que as gentes e outeiro seco sao pacatas e honestas. Mas vou falar de lagares de peso, outeiro seco teve varios, duvido que algum funcione. Houve um que era do Tonho Albino, existiu outro que tabem foi pertença de um Montalvao e ate ai funcionou noutros tempos um lagar de azeite, e pelos vistos essa eira e hoje pertença do Alcino Dias, perto da casa dos Carreiras, tambem fucinou no Eiro na Casa que era do Ze do Rio, ai tambem funcionou um lagar e peso que era de Azeite, trabalhou ai de lagareiro o Gabino, este hmem trabalhava quase durante o ano todo ele e mais a jorna no Montalvão. Mas ha aldeias como seja V. Seca Torre onde ainda varios destes lagares funcinam um abraco JOAOJACINTO
De Humberto Ferreira a 5 de Julho de 2010 às 00:56
Olá Sr. João Jacinto,
Espero que esteja tudo bem consigo.
Pela minha parte aguardo o seu esclarecimento sobre os bens dos Montalvões .
Em relação aos lagares de peso, estive este sábado e domingo em Segirei a ajudar os meus amigos a constituir o Conselho Directivo dos Baldios de Segirei aproveitei para tirar fotografias a dois lagares de peso. Um deles, por sinal, pertence ao seu conhecido Sr. Ramiro, que não estava lá, mas foi me permitido fotografar pelo seu genro, o Gilberto, que está casado com a sua filha Gina e têm uma frutaria no cimo da Rua Direita. É boa gente também.
Posso dar uma volta por Vilela Seca e Torre, conheço por lá algumas pessoas e talvez me indiquem algum lagar que me permitam fotografar.
Vou tentar publicar as fotos o mais breve possível.
Quanto às investigações, quero dizer-lhe que não estão esquecidas, estão a correr bem, dentro das dificuldades que nos têm colocado.
Para além disso, em breve talvez até tenha uma proposta para lhe fazer, que na minha opinião, lhe vai interessar, ou, pelo menos assim o espero. Só preciso de ultimar uns pormenores.
Obrigado pelo comentário.
Um abraço,
Berto
De geno figueiras a 3 de Julho de 2010 às 18:46
portal de historia

3 de Julho

- de 1187. Saladino, Sultão do Egipto e da Síria, comandando 60.000 soldados turcos derrota os cruzados perto do Mar da Galileia. É o começo do fim dos reinos francos na Síria.

- de 1827. D. Pedro nomeia D. Miguel seu lugar-tenente em Portugal, desde que este case com a filha do primeiro, a rainha D. Maria da Glória.

- de 1866. O exército austríaco é derrotado pelo exército prussiano, dirigido por von Moltke, na Batalha de Sadowa, a 90 quilómetros de Praga. A Confederação Alemã, dominada pela Áustria, desaparece, dando origem à Confederação da Alemanha do Norte, dominada pela Prússia.

- 1898. Vitória naval da frota dos Estados Unidos sobre a frota espanhola na Baía de Santiago, em Cuba, no começo da Guerra Hispano-Americana.

- de 1939. Nascimento de Helena Vaz da Silva (1939-2002). Jornalista, directora da revista «O Tempo e o Modo», presidente do Centro Nacional de Cultura desde 1979, foi presidente da comissão nacional da UNESCO, de 1989 a 1995 e deputada ao Parlamento Europeu, nas listas do PSD, de 1994 a 1999.

- de 1940. A aviação britânica ataca a frota francesa ancorada na base argelina de Mers-el-Kébir. A Grã-Bretanha receava que a frota francesa fosse posta à disposição da Alemanha.

- de 1976. Ataque de um comando israelita ao Aeroporto de Entebbe, no Uganda, para libertar 103 reféns. Os reféns tinham sido feito por um comando palestiniano, devido ao desvio de um avião da Air France em viagem de Tel-Aviv para Paris.



Comentar post

Humberto Ferreira . Berto Alferes

Pesquisar neste blog

 

Fevereiro 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29

Posts recentes

Castelo de Monforte de Ri...

Águas Frias

Igreja de Nossa Senhora d...

Boas notícias: CMChaves n...

Geada

Geada

Geada

Bolideira

Pedra da Bolideira

Igreja de Nossa Senhora d...

Terceiro Passo (Via Sacra...

Igreja de São Miguel (Mat...

Capela de Santana (Santa ...

Castelo de Monforte de Ri...

Castelo de Monforte de Ri...

Igreja de Nossa Senhora d...

Tanque

Solar dos Montalvões

Hoje, São Sebastião em Vi...

Dia 20, vamos até ao São ...

Dia 20, vamos até ao São ...

Igreja de São Miguel (Mat...

Igreja de Nossa Senhora d...

Nosso Senhor dos Desampar...

Azeitona

Castelo de Monforte de Ri...

Castelo de Monforte de Ri...

Ex-escolas primárias

Romã

Igreja de Nossa Senhora d...

Arquivos

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

tags

agricultura

águas de chaves

águas frias

aldeias

alturas do barroso

ama

ambiente

amial

amiar

amnistia internacional chaves

ana maria borges

antigamente

antónio souza e silva

ao acaso

aqi

aquanatur

aquavalor

arte digital

auto da paixão

barroso

berto alferes

boticas

camera collector

casa de cultura

cerdeira

chaves

chaves em festa

cidade de chaves

cogumelos

coleccionismo

comboios

contributos

desporto

dinis ponteira

esgotos

estrada nacional 2

exposições

fauna

faustino

feira do gado

feira dos santos

fernando ribeiro

festa comunitária

festa do reco

flora

fotografia

fotografia antiga

friães

galiza

humberto ferreira

j.b.césar

joão jacinto

joão madureira

lamartinedias

laura freire

legislação

lixo

lumbudus

máquinas fotográficas antigas

montalegre

museu de fotografia

n2

natureza

notícias

o poema infinito

old cameras

olhares

orçamento participativo

orçamento participativo 2015

outeiro seco

património

políticos

poluição

poluição em chaves

portugal

rapa das bestas

recortes

religião

rio tâmega

romeiro de alcácer

rota termal e da água

santarém

são sebastião

sarraquinhos

seara

sr. luís fernandes

sr.joãojacinto

suas cabras

telhado

termas de chaves

tiago ferreira

tradições

trás-os-montes

vamos até

verin

vidago

vidago palace hotel

vintage cameras

visit chaves

vítor afonso

todas as tags

Blogues Amigos




Creative Commons License

AVISO:
A cópia ou utilização das fotografias e textos aqui publicados são expressamente proibidas, independentemente do fim a que se destinam.
Berto Alferes

Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License

Lumbudus

Tradições

Património

Coleccionismo

Fauna

Flora

Aviso




Creative Commons License

AVISO:
A cópia ou utilização das fotografias e textos aqui publicados são expressamente proibidas, independentemente do fim a que se destinam.
Berto Alferes

Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

subscrever feeds