Outeiro Seco - AQI...

Tempo Outeiro Seco
Quinta-feira, 8 de Março de 2018

Poluição em Outeiro Seco e Chaves - Quem são os responsáveis?

 

A resposta é bastante fácil. Desde Outubro de 2007 que o cenário se repete, diariamente, sem excepção. Quem segue as publicações neste blogue sabe-o e as imagens não deixam margens para dúvidas.

 

Os principais responsáveis são os diversos executivos que têm ocupado a CMChaves desde essa data. Primeiro os do PSD e actualmente os do PS. A questão não é dizer se uns são mais responsáveis do que outros, pois são exactamente iguais. A diferença traduz-se apenas em dias e as semelhanças, em silêncios, consentimentos, encobrimentos, muita incompetência e mentiras sucessivas. 

 

Depois temos as diversas Juntas de Freguesia, em que a de Outeiro Seco ganha por pontos no que às mentiras diz respeito. As outras Juntas de Freguesia também directamente afectadas, como sendo a de Santa Maria Maior e a da Madalena, são peritas no silêncio e permitem que o Tâmega lhes corra sujo e poluído a seus pés.

 

Por fim, não podem ser esquecidas as entidades fiscalizadoras e são muitas, para na sua maioria nada fazerem. Sei que o SEPNA vai lá periodicamente, mas pouco mais pode fazer do que instaurar autos de notícia que, como toda a gente sabe, infelizmente não dão em nada, nunca deram em nada e assim continuará e, não é por falta de vontade deles. Também temos a Agência Portuguesa do Ambiente e por exemplo o Ministério Público, também eles responsáveis por fiscalizar e investigar estas situações, mas aqui já entramos na área das anedotas e hoje não me apetece contar nenhuma.

 

20873354_j7I5A - Blogue.jpg

Fonte: Diário @tual, 11 de Março de 2017

 

Desde Outubro de 2007, dia 20 mais concretamente, data da primeira imagem em que se pode ver a existência de poluição, decorreram 3883 dias, quase 10 anos e meio. Destes 3883 de poluição diária, 3747 foram directamente causados por executivos camarários ligados ao PSD e os restantes 136 dias, desde 23 de Outubro de 2017, já são da responsabilidade dos seus sucessores ligados ao PS que continuam diariamente a despejar os esgotos sem tratamento nas linhas de água que desaguam no Rio Tâmega.

 

Por outro lado, há pouco mais de 1 ano (06032017), após várias mentiras públicas para o início da sua realização, foi finalmente iniciada a obra para construção de um emissário (sistema intercetor do parque empresarial) em que se supunha vir a resolver esta situação da poluição, pois a CMChaves deixaria de despejar os esgotos sem tratamento nas linhas de água, para transportá-los para serem devidamente tratados numa ETAR. Isto, como bem se lembram, foi motivo para notícia de jornal, em que o então presidente do município "prometia" a conclusão da obra para Junho desse ano (2017).

 

_0_DSC3311- Blogue.jpg

 

Desde a data em que a obra deveria ter sido concluída decorreram 279 dias. Este atraso na conclusão da obra é um dos exemplos mais claros de incompetência, bastante repartida pelo executivo camarário, pelos seus funcionários responsáveis pela obra e pela empresa que a levou a cabo, embora esta só fez aquilo que fez, porque os ditos funcionários responsáveis o permitiram. Para além de todos os danos e abusos provocados em terrenos particulares ao longo do percurso da obra, elaboraram uma informação em que mentem e quando confrontados com as evidências remetem-se ao silêncio e não enviam os dados que lhes foram solicitados desde há 11 meses a esta data.

 

Em termos de responsabilidades na repartição dos 279 dias de atraso da obra, são tão responsáveis os anteriores inquilinos da CMChaves como os actuais. Sob a tutela do PSD estão 143 dias e dentro de uma semana os do PS terão atingido a mesma fasquia, pois à data de hoje já contam com 136 dias.

 

Quando questionados sobre estas situações, pura e simplesmente não respondem. Se durante a campanha eleitoral visitaram esgotos, lixeiras e demais "pontos negros" que os pudessem favorecer, tenho a certeza que desde então não voltaram a pôr os pés nesses locais. Desde a sua tomada de posse, não responderam a uma única queixa, a um único pedido de informação, resumindo, a nada. Limitam-se a encobrir os erros dos seus antecessores, a seguir-lhes os passos e a demonstrar o total desrespeito que têm pela população, proprietários lesados e pelo ambiente de uma forma geral.

 

Dizem que no passado dia 5 de Março foi a abertura da época termal. Será que os níveis de controlo da água das termas são os mesmos que aplicam nestas situações de poluição? Que garantias têm os banhistas e os "bebedores" de água quente, que a água que utilizam ou consomem está isenta destes esgotos que são lançados para o Rio Tâmega e que podem facilmente infiltrar-se nos furos de captação? Acho que são perguntas legítimas.

 

Quanto à situação neste momento, para além do cheiro, a poluição praticamente não se vê, porque vem "diluída" num maior caudal de água devido às chuvas dos últimos dias, mas pontualmente podemos ver a "espuma" característica e algum lixo à mistura, como é habitual.

 

Afinal, que mal faz uma garrafa? (foto de dia 04032018)

_DSC3561.JPG

sem nome.png

Fonte: Fotografia inserida no artigo do Jornal Sol de 26032015

   

Acima escrevia que hoje não me apetecia contar nenhuma anedota, mas não posso evitar deixar aqui esta. Há dias um amigo perguntava se sabia o porquê do termo "meio-ambiente". Respondi-lhe que não. Ele então disse que era por causa dos políticos já terem destruído metade, senão seria apenas "ambiente".

 

Publicado por Humberto Ferreira às 00:05

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
2 comentários:
De Paulo Coimbra a 8 de Março de 2018 às 17:59
Admiro a tua perseverança. Dez anos de luta!!!
De Humberto Ferreira a 9 de Março de 2018 às 06:02
Obrigado Paulo.
Só é pena não haver mais pessoas a denunciar estes crimes públicos que nos afectam a todos.
Um abraço,
Berto

Comentar post

Humberto Ferreira . Berto Alferes

Pesquisar neste blog

 

Julho 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Posts recentes

Solar dos Montalvões

Natureza

Fotografia - Ao acaso

Vamos até Telhado - Monta...

Vamos até Telhado - Monta...

Poluição em Outeiro Seco ...

Natureza

Fotografia - Ao acaso

Vamos até à Rapa das Best...

Vamos até à Rapa das Best...

Vamos até à Rapa das Best...

Vamos até à Rapa das Best...

Natureza

Fotografia - Ao acaso

"Três Cruzes"

Vamos até à Rapa das Best...

Vamos até à Rapa das Best...

Outeiro Seco – Chaves – “...

Poluição em Outeiro Seco ...

Natureza

Fotografia - Ao acaso

Igreja de Nossa Senhora d...

Vamos até à Rapa das Best...

Vamos até à Rapa das Best...

Outeiro Seco – Chaves – “...

Natureza

Poluição em Outeiro Seco ...

Natureza

Fotografia - Ao acaso

Nosso Senhor dos Desampar...

Arquivos

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

tags

acisat

agricultura

aldeias

ama

ambiente

amnistia internacional chaves

ana maria borges

antigamente

ao acaso

aqi

arte digital

auto da paixão

berto alferes

boticas

casa de cultura

chaves

cogumelos

coleccionismo

comboios

contributos

desporto

dinis ponteira

diogo rolim

direitos humanos

esgotos

exposições

família

fátima

fauna

faustino

feira do gado

feira dos santos

fernando ribeiro

festa do reco

flora

fotografia

galiza

humberto ferreira

incêndio

isaac dias

j.b.césar

joão jacinto

joão madureira

josé arantes

lamartinedias

laura freire

legislação

lixo

luís montalvão

lumbudus

máquinas fotográficas antigas

marco costa

miguel ferrador

montalegre

natureza

notícias

olhares

orçamento participativo

orçamento participativo 2015

outeiro seco

pablo serrano

património

pedro afonso

pitões das júnias

políticos

rapa das bestas

recortes

regina celia gonçalves

religião

rita gonçalves

romeiro de alcácer

santarém

são sebastião

segirei

sr. luís fernandes

sr.joãojacinto

suas cabras

tempestade

tiago ferreira

tradições

tupamaro

vamos até

verin

vidago

vítor afonso

todas as tags

Favoritos

Outeiro Seco - Chaves - P...

Ocasionais

Blogues Amigos




Creative Commons License

AVISO:
A cópia ou utilização das fotografias e textos aqui publicados são expressamente proibidas, independentemente do fim a que se destinam.
Berto Alferes

Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License

Lumbudus

Tradições

Património

Coleccionismo

Fauna

Flora

Aviso




Creative Commons License

AVISO:
A cópia ou utilização das fotografias e textos aqui publicados são expressamente proibidas, independentemente do fim a que se destinam.
Berto Alferes

Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Visitas:

subscrever feeds